Forte de São José do Passo do Rio Tebiquari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde fevereiro de 2018)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Forte de São José do Passo do Rio Tebiquari
Construção José I de Portugal (1763)
Estilo Abaluartado
Conservação Desaparecido
Aberto ao público Não

O Forte de São José do Passo do Rio Tebiquary, também denominado de Forte de Taquari, Forte de São José do Tebiquari e de Forte do Passo do Rio Tebiquary, localizava-se em posição dominante às margens do rio Tebiquari (hoje chamado de Taquari), na altura da atual cidade de Taquari, no estado brasileiro do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

A sua edificação remonta a 1763 quando, após a tomada da povoação de Rio Grande pelos espanhóis, foi projetada pelo governador Brigadeiro José Custódio de Sá e Faria para defesa da povoação de Taquari e daquele ponto de travessia ("passo") do rio Tebiquari. Fortificação de campanha, apresenta planta no formato de um polígono retangular, edificada em taipa e madeira. Apesar de alguns autores questionarem a sua existência, a sua edificação é creditada ao Sargento-mor Manuel Vieira Leão. BENTO (1973), atribui a sua construção ao Coronel Marcelino de Figueiredo, em 1764.

Esta fortificação não sobreviveu até ao século seguinte, apesar da importância da posição, disputada no contexto da Revolução Farroupilha (1835-1845). No combate de Taquari, a 3 de Maio de 1840, a resistência das forças imperiais forçou os farrapos a retroceder para Viamão.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BARRETO, Aníbal (Cel.). Fortificações no Brasil (Resumo Histórico). Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Editora, 1958. 368 p.
  • GARRIDO, Carlos Miguez. Fortificações do Brasil. Separata do Vol. III dos Subsídios para a História Marítima do Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Naval, 1940.
  • SOUSA, Augusto Fausto de. Fortificações no Brazil. RIHGB. Rio de Janeiro: Tomo XLVIII, Parte II, 1885. p. 5-140.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma fortaleza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.