Frédéric Hantz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Frédéric Hantz
Frédéric Hantz
Informações pessoais
Nome completo Frédéric Hantz
Data de nasc. 30 de maio de 1966 (53 anos)
Local de nasc. Rodez, França
Altura 1,78 m
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (Ex-meio-campista)
Clubes de juventude
1980–1982 Stade Ruthénois
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1982–1987
1987–1988
1988–1989
1989–1992
1992–1993
1993–1995
1995–1997
1997–1998
Stade Ruthénois
Aurillac
Clermont Foot
Istres
Metz
Nice
Chamois Niortais
Rodez AF
63 (2)

25 (2)
91 (8)
29 (0)
74 (5)
28 (2)
22 (2)
Times/Equipas que treinou
1998–2001
2002–2004
2004–2007
2007
2008–2009
2010–2014
2016–2017
2017–2018
Rodez AF
ESA Brive
Le Mans
Sochaux
Le Havre
Bastia
Montpellier
Metz
107
75
108
21
23
174
41
31

Frédéric Hantz (Rodez, 30 de maio de 1966[1]) é um ex-futebolista e treinador de futebol francês[2]. Atualmente, está sem clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Revelado pelo Stade Ruthénois (atualmente, Rodez AF) em 1980, profissionalizou-se aos 16 anos de idade em 1982. Os clubes mais relevantes que defendeu em sua carreira de jogador foram Istres (1989 a 1992), Metz (1992 a 1993) e Nice (1993 a 1995), além de ter defendido Aurillac, Clermont Foot, Chamois Niortais e Rodez AF, onde parou de jogar em 1998 e iniciaria a carreira de treinador no mesmo ano. O único título que conquistou como jogador foi a Segunda Divisão de 1993–94.

Hantz chamou a atenção do futebol francês em 2004, quando levou o inexpressivo ESA Brive, treinado por ele desde 2002, às quartas-de-final da Copa, onde enfrentaria o Paris Saint-Germain. Em dezembro, foi contratado pelo Le Mans, onde permaneceu durante 3 anos. Após trabalhos rápidos em Sochaux e Le Havre, assumiu o comando técnico do Bastia, sucedendo Faruk Hadžibegić[3]. Encontrou um time endividado, que teve de jogar o Championnat National (terceira divisão), fazendo apenas contratações livres (foram 8 no total), exceção feita a Issiaga Sylla, que veio por empréstimo do Le Mans (ex-clube de Hantz). Reergueu o Bastia em 2 temporadas, levando o clube de volta à primeira divisão após 8 anos de ausência. Após 174 jogos, Hantz saiu do clube em maio de 2014, e para seu lugar foi contratado o ex-volante Claude Makélélé.

Seus últimos trabalhos foram no Montpellier[4] (2016 a 2017, juntamente com Bruno Martini e Pascal Hollis) e no Metz, onde permaneceu até maio de 2018, não evitando o rebaixamento da equipe à Segunda Divisão francesa.

Votos na eleição presidencial de 2012[editar | editar código-fonte]

No segundo turno das eleições presidenciais de 2012, moradores da aldeia de Belgodère, na região da Alta Córsega, deram 19 votos a Frédéric Hantz, aproveitando o momento da promoção do Bastia à Ligue 1 da temporada seguinte. Porém, como o treinador não era um candidato "oficial", a votação foi anulada.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Nice
Stade Ruthénois
  • Division 4: 1 (1983–84)

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Bastia

Referências

  1. «Frédéric Hantz». footballdatabase.eu. Consultado em 20 de julho de 2016 
  2. «Frédéric Hantz». Transfemarkt. 6 de junho de 2019. Consultado em 6 de junho de 2019 
  3. «Frédéric Hantz» (em francês). sc-bastia.corsica. Consultado em 20 de julho de 2016 
  4. «Hantz appointed new Montpellier coach». soccerway.com. Consultado em 20 de julho de 2016 
Bandeira de FrançaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas franceses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.