Francisco de Pina e Melo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Francisco de Pina e Melo

Francisco de Pina e Melo (Montemor-o-Velho, 7 de agosto de 169522 de outubro de 1773 (78 anos)) foi um poeta e escritor português.[1]

Estudou filosofia na Universidade de Coimbra. Manteve correspondência com grandes autores e políticos da época. Era conhecido como Corvo do Mondego, devido a sua obscuridade e polemismo. Sua poesia é considerada como de transição entre o Barroco e o Neoclassicismo, pelo qual foi influenciado durante a viagem que fez à França em 1753 e 1754.[2] Nos últimos anos de sua vida, dedicou-se à teoria poética e à retórica.

Obra[editar | editar código-fonte]

  • 1727 – Rimas
  • 1752 – Balança Intelectual
  • 1755 – A Bucólica
  • 1756 – O triunfo da religião
  • 1756 – Ao Terremoto do 1º de Novembro de 1755
  • 1759 – A Conquista de Goa[3]

Referências

  1. Figuras Ilustres Arquivado em 23 de setembro de 2015, no Wayback Machine.. Câmara Municipal de Montemor-o-Velho
  2. Francisco de Pina e Melo.Projecto Vercial
  3. Francisco de Pina e Melo. Portal da Literatura

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.