Glutetimida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estrutura química de Glutetimida
Glutethimide ball-and-stick model.png
Glutetimida
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
3-ethyl-3-phenyl-piperidine-2,6-dione
Identificadores
CAS 77-21-4
ATC N05CE01
PubChem 3487
DrugBank DB01437
ChemSpider 3367
Informação química
Fórmula molecular C13H15NO2 
Massa molar 217,264 g/mol
SMILES O=C1NC(CCC1(CC)C2=CC=CC=C2)=O
Dados físicos
Ponto de fusão 84°C °C
Solubilidade em água 999 mg/L (30 °C/86 °F) mg/mL (20 °C)
Farmacocinética
Biodisponibilidade Variável (Tmax = 1–6 horas)[1]
Metabolismo ?
Meia-vida ?
Excreção ?
Considerações terapêuticas
Administração ?
DL50 ?

Glutetimida é um sedativo hipnótico que foi introduzido pela Ciba[2] em 1954 como uma alternativa segura para barbituratos para tratar insônia. Em pouco tempo, no entanto, ficou claro que a glutetimida era capaz de causar dependência e causar similarmente graves sintomas de síndrome de abstinência. Doriden foi a versão de marca da droga; também estava disponível sob as marcas Elrodorm, Noxyron, Glimid e outras. Ambos os formulários genéricos e de marca são muito raramente prescritos hoje. Níveis de produção atuais nos Estados Unidos (a cota anual de fabricação imposta pelo DEA tem sido três gramas, suficiente para seis comprimidos de Doriden, por vários anos) apontam para somente estar sendo usada em pesquisas de pequena escala.

Uso a longo prazo[editar | editar código-fonte]

Os efeitos de repercussão de uso a longo prazo, que se assemelham aos observados na abstinência, foram descritos de forma anedótica em pacientes que ainda estavam tomando uma dose estável da droga. Os sintomas incluem delirium, halucinose, convulsões e febre.[3]

Referências

  1. Barceloux, Donald G. (2012). Medical Toxicology of Drug Abuse: Synthesized Chemicals and Psychoactive Plants. Hoboken, N.J.: John Wiley & Sons, Inc. pp. 492–493. ISBN 978-0-471-72760-6 
  2. patent, Hoffmann, K.; Tagmann, E. 
  3. Cookson, J. C. (1995). «Rebound exacerbation of anxiety during prolonged tranquilizer ingestion». Journal of the Royal Society of Medicine. 88 (9). 544 páginas. PMC 1295346Acessível livremente. PMID 7562864