Grimoaldo, o Velho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Grimoaldo, o Velho
Nascimento 615
Desconhecido
Morte 657 (41–42 anos)
Paris
Cidadania Reino Franco
Progenitores
Filho(s) Vulfetrude, Quildeberto
Irmão(s) Gertrudes de Nivelles, Begga de Landen, São Bavão
Ocupação político
Causa da morte decapitação

Grimoaldo I (616662 (46 anos)), também chamado Grimoaldo, o Velho (em francês: Grimaud), foi mordomo do palácio da Austrásia de 643 a 656.[1] Era filho de Pepino de Landen e Itta de Metz.[1] Grimoaldo serviu sob os reis merovíngios Sigeberto III, Clóvis II e Clotário III.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Com a morte de Pepino de Landen em 640, Grimoaldo se tornou o chefe de sua família, a mais poderosa da Austrásia.[1] Nessa época, Radulfo, duque da Turíngia, rebelou-se contra Sigeberto III, rei da Austrásia.[1] Grimoaldo participou da expedição seguinte contra a insurreição, mas ela foi um fracasso.[1] Todavia, Grimoaldo teve sucesso salvando a vida do rei e se tornou seu amigo próximo. Então, através do afastamento do prefeito do palácio Otão, ele alcançou a posição que havia sido de seu pai.[1]

Grimoaldo então convenceu o rei menino a adotar seu próprio filho, Quildeberto, como filho.[1][2] Sigeberto eventualmente teve um herdeiro, Dagoberto II, mas Grimoaldo temendo o destino de sua própria dinastia, exilou o jovem Dagoberto em um monastério irlandeses ou na catedral escola de Poitiers.[1] Com a morte de Sigeberto, Grimoaldo colocou seu filho no trono.[1][2]

Há duas versões diferentes para sua morte. Uma afirma que o rei da Nêustria, Clóvis II, e seu prefeito do palácio, Erquinoaldo, capturaram-no e executaram-no em 657.[1] A outra que Clotário III da Nêustria anexou a Austrásia em 661, depondo o jovem usurpador e executando-o junto com seu pai no ano seguinte.

Pais[editar | editar código-fonte]

Pepino de Landen (◊ 580 † 640)

Itta de Metz (◊ c. 592 † 652)

Casamentos e filhos[editar | editar código-fonte]

  • com ?
  1. Quildeberto, o Adotado (◊ c. 640 † 662)
  2. Vulfetruda (†669) abadessa de Nivelles à morte de sua tia Gertrude.

Referências

  1. a b c d e f g h i j Smith, William; Wace, Henry (1877). A Dictionary of Christian Biography, Literature, Sects and Doctrines; Being a Continuation of 'The Dictionary of the Bible' (em inglês). 2. Londres: J. Murray. p. 802 
  2. a b The New Encyclopaedia Britannica: Micropaedia (em inglês). Chicago: Encyclopaedia Britannica. 1995. p. 209 

Precedido por
Otão
Prefeito do palácio da Austrásia
643 - 656
Sucedido por
Vulfoaldo