Guerra dos Dez Anos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guerra dos Dez Anos
Embarcament dels voluntaris catalans al port de Barcelona.jpg
Voluntários catalães indo para a guerra.
Data 10 de outubro de 18681878
Local Cuba
Desfecho Vitória espanhola; Paz de Zanjón
Combatentes
Cuba Rebeldes cubanos Espanha Reino da Espanha
Principais líderes
Cuba Carlos Manuel
Cuba Máximo Gómez
Cuba Antonio Maceo Grajales
Espanha Arsenio Martínez Campos
Forças
12 000 rebeldes
40 000 apoiadores
100 000 combatentes
Vítimas
300 mil rebeldes e civis mortos desconhecido

A Guerra dos Dez Anos (em espanhol: Guerra de los Diez Años) (1868–1878), também conhecida como Grande Guerra ou Guerra de '68, foi um confronto militar que começou em 10 de outubro de 1868 quando o empresário Carlos Manuel de Céspedes e seus seguidores declararam a independência de Cuba, que era colônia da Espanha. Esta foi o primeiro de três conflitos que visavam a secessão cubana do império espanhol, sendo seguida pela Pequena Guerra (1879–1880) e pela Guerra de Independência Cubana (1895–1898). O último grande conflito na região fez parte da Guerra Hispano-Americana.[1]

O conflito, apesar de mal sucedido em trazer independência a Cuba, serviu para aumentar a animosidade do povo cubano para com os espanhóis. Seguiu-se uma trégua tênue de dezessete anos antes que combates em larga escala voltassem a ocorrer. É estimado que pelo menos 300 mil pessoas perderam a vida na guerra.[2]

Referências

  1. Cuba: Between Reform and Revolution, terceira edição, Louis A. Perez, Jr., pgs 80-89, ISBN 0-19-517911-8.
  2. Navarro, José Cantón (1998). History of Cuba: The Challenge of the Yoke and the Star. Havana, Cuba: Editorial SI-MAR S. A. ISBN 959-7054-19-1.