Guillaume Amontons

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guillaume Amontons
Física
Nacionalidade França Francês
Nascimento 31 de agosto de 1663
Local Paris
Morte 11 de outubro de 1705 (42 anos)
Local Paris
Atividade
Campo(s) Física

Guillaume Amontons (Paris, 31 de agosto de 1663 – Paris, 11 de outubro de 1705) foi um inventor e físico francês.

Entre suas contribuições à instrumentação científica foram as melhorias no barômetro (1695), higrômetro (1687), e termômetro (1695), particularmente para o uso destes instrumentos no mar. Também demonstrou um telégrafo óptico e propôs o uso do clepsidra (relógio de água) para o uso em navios.

Na termodinâmica, Amontons pesquisou, embora com alguma imprecisão, o relacionamento entre a pressão e temperatura nos gases. Foi uma etapa substancial para a subseqüente leis dos gases e, em especial, para a lei de Charles.

Foi o primeiro pesquisador que discutiu o conceito do zero absoluto para a temperatura, um conceito que foi mais tarde estendido e racionalizado por William Thomson, 1º Barão Kelvin.

Em 1699, Amontons publicou suas redescobertas sobre as leis do atrito proposto inicialmente por Leonardo da Vinci. Embora recebidas com ceticismo por alguns, as leis foram comprovadas por Charles-Augustin de Coulomb em 1781.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Asimov's Biographical Encyclopedia of Science and Technology, Isaac Asimov, Doubleday & Co., Inc., 1972, ISBN 0-385-17771-2.
  • Cardwell, D.S.L. (1971). From Watt to Clausius: The Rise of Thermodynamics in the Early Industrial Age. Heinemann. ISBN 0-435-54150-1. , pp18-19

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.