Húsz óra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Húsz óra
No Brasil Vinte Horas[1]
 Hungria
1965 •  cor •  110 min 
Direção Zoltán Fábri
Roteiro Miklós Köllõ
Ferenc Sánta
Idioma língua húngara
Página no IMDb (em inglês)

Húsz óra (Brasil: Vinte Horas) é um filme de drama húngaro de 1965 dirigido por Zoltán Fábri e escrito Miklós Köllõ e Ferenc Sánta.

Em 1965, participou da mostra oficial do Festival de Acapulco, no México.[1]

Foi selecionado como representante da Hungria à edição do Oscar 1966, organizada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.[carece de fontes?]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. a b Alencar, Miriam (28 de novembro de 1965). «Acapulco reúne os melhores». Caderno B. Rio de Janeiro. Jornal do Brasil: p. 9. Consultado em 3 de fevereiro de 2019. (FILMES E PAÍSES) Hungria: 'Vinte Horas' ('Husz Óra'), de Zoltan Fabri... 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme húngaro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.