Hamza Bendelladj

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hamza Bendelladj
Nome completo Hamza Bendelladj
Conhecido(a) por Ser um dos hackers mais caçados pelo FBI e Interpol
Nascimento 28 de outubro de 1989 (28 anos)
Kouba, Argélia
Nacionalidade argelina
Ocupação Hacker, Cracker

Hamza Bendelladj (Kouba, 28 de outubro de 1989[carece de fontes?]), também conhecido como Bx1, é um hacker argelino.[1] Ficou conhecido por entrar na lista dos mais procurados pelo FBI e Interpol. Uma de suas realizações mais significativas foi hackear mais de 200 bancos, roubando mais de 100 milhões de dólares, e invadir sites do governo de Israel[2]. Acabou sendo capturado,[3] extraditado para os Estados Unidos e condenado à prisão e pagamento de multa.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

O hacker argelino Hamza Bendelladj, de apenas 28 anos de idade, foi um dos mais caçados pelo FBI[5] nos últimos tempos. Capturado e extraditado para os Estados Unidos, foi declarado culpado em 26 de junho de 2015, e condenado a trinta anos de prisão e uma multa de catorze milhões de dólares.[6][7]

Hamza foi capturado nas montanhas da Tailândia em uma viagem de férias[8] em 2013, depois de uma caçada liderada pela Interpol[9] e FBI.[10] [11]

Durante o seu período em atividade, o jovem hacker conseguiu invadir 217 bancos[2], desviando a quantia de US $ 100 milhões de dólares em 6 anos[12], e também o sistema de informática do estado de Israel. [13]

Segundo as autoridades, Hamza vivia em luxo, com diversas mansões, palácios e viagens de primeira classe ao redor do mundo.[14]

Extraditado aos Estados Unidos, os israelenses tentaram cooptá-lo para que prestasse serviços aos órgãos de segurança de Israel, em troca de sua libertação, uma vez que o governo de Israel retiraria as acusações contra ele. Ele era chamado erroneamente de Robin Hood dos pobres por conta de notícias de circulação viral que espalhavam notícias falsas a respeito de seus crimes.

Referências

  1. Le "hacker riant", héros d'Algérie, Europe 1, 9 janvier 2013.
  2. a b «Polícia prende hacker que está entre os dez homens mais procurados pelo FBI». UOL. 7 de janeiro de 2013. Consultado em 2 de março de 2016. 
  3. Affaire du hacker algérien : Il risque 30 ans de prison, Le Soir d'Algérie, outubro de 2015.
  4. Condamnation à mort du jeune hacker algérien, l'ambassadrice des États-Unis coupe court à la rumeur, Algérie-Focus, 23 de outubro de 2015.
  5. Algerian National Extradited from Thailand to Face Federal Cyber Crime Charges in Atlanta for SpyEye Virus. Comunicado de imprensa de 3 de maio de 2013 no site oficial do FBI.
  6. «United States v. Aleksandr Andreevich Panin, a/k/a Harderman, a/k/a Gribodemon, and Hamza Bendelladj, a/k/a Bx1» (em inglês). United States Attorney's Office for the Northern District of Georgia. 20 de novembro de 2015. Consultado em 2 de março de 2016. 
  7. «Algerian National Extradited from Thailand to Face Federal Cyber Crime Charges in Atlanta for SpyEye Virus». FBI - Federal Bureau of Investigation. 3 de maio de 2013. Consultado em 2 de março de 2016. 
  8. Pirate arrêté, virus en liberté, Le Monde, du 25 mai 2013.
  9. Un hacker algérien arrêté à Bangkok, El Watan, du 11 janvier 2013.
  10. Major Computer Hacking Forum Dismantled. (Voir : Hamza Bendelladj, aka Bx1, 27, of Tizi Ouzou, Algeria), Comunicado de imprensa de 15 de julho de 2015, expedido pelo site oficial do FBI.
  11. Algerian National Extradited from Thailand to Face Federal Cyber Crime Charges in Atlanta for SpyEye Virus. Comunicado de imprensa de 3 de maio de 2013 no site oficial do FBI
  12. «Algérie : Hamza Bendelladj, cracker indécryptableautor=». France24. 30 de janeiro de 2013. Consultado em 13 de março de 2016. 
  13. Hamza Bendelladj ne risque pas la peine de mort, L'Expression, du 24 de agosto de 2015.
  14. «Algérie : Hamza Bendelladj, cracker indécryptable - JeuneAfrique.com». JeuneAfrique.com (em francês). Consultado em 13 de março de 2016.