Hans Scharoun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hans Scharoun
Nascimento 20 de setembro de 1893
Bremen
Morte 25 de novembro de 1972 (79 anos)
Berlim Ocidental
Sepultamento Waldfriedhof Zehlendorf
Cidadania Alemanha
Alma mater Universidade Técnica de Berlim
Ocupação arquiteto, professor universitário, designer
Prêmios Cidadão honorário de Berlim, Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha, Prêmio Erasmus, Prêmio de arte de Berlim, Doutor honoris causa da Universidade Técnica de Berlim
Empregador Universidade Técnica de Berlim, Academia Eugeniusz Geppert de Belas Artes
Hans Scharoun (direita) junto a Otto Nagel.
Filarmônica de Berlim.
Conjunto residencial Romeu e Julieta em Stuttgart.

Bernhard Hans Henry Scharoun (Bremen, Alemanha, 20 de setembro de 1893Berlim, 25 de novembro de 1972) foi um arquiteto conhecido por desenhar a sala de concertos da Filarmônica de Berlim e a casa Schminke em Löbau. Foi um dos maiores expoentes da arquitetura orgânica.

Biografia[editar | editar código-fonte]

De pequeno e na sua etapa escolar em Bremerhaven, já mostrara interesse pela arquitetura. Realizou os seus primeiros designs com a idade de 16 anos, e aos 18 apresentou-se a um concurso para a modernização de uma igreja.

Em 1912 iniciou os estudos de arquitetura na Universidade Técnica de Berlim (então Königliche Technische Hochschule). Contudo, não chegou a terminar os seus estudos, pois alistou-se como voluntário para servir durante a Primeira Guerra Mundial. Trabalhou com o seu mentor Paul Kruchen num programa de reconstrução da Prússia Oriental.

Ao teminar a guerra estabeleceu-se como arquiteto na cidade de Breslau. Ali desenvolveu os seus primeiros projetos e organizou várias exposições, entre elas, a primeira exposição do grupo expressionista Die Brücke.

Scharoun constitui um caso absolutamente singular. Entre 1933 e 1945 devotou-se, quase obsessivamente, à realização de uma série de casas unifamiliares, desenhando um total de vinte e seis projetos. A habitação unifamiliar constituía uma tipologia que apenas interessou a Hans Scharoun nessa época.

A dificuldade de aceder a outras encomendas explica-se pelo próprio interessado — obviando de fato, a existência de numerosas encomendas mais “obscuras”, como as numerosas residências militares que construiu em Berlim e Bremerhaven no citado período. Frente a estes últimos, a habitação representa um campo de relativa liberdade, que possibilitou o estabelecimento de uma linha de pesquisa pessoal.

Obra[editar | editar código-fonte]

  • Oficina de Correio
perto da estação, Bremen, Alemanha(1922). 
  • Casa de madeira portátil, Legnica, Polônia (19261927).
  • Casa na urbanização Weißenhof, Stuttgart, Alemanha (19261927).
  • Projeto Casa Weite (1928).
  • Residência , Wroclaw, Polônia (19281929).
  • Casa de Apartamentos em Kaiserdamm, Berlim, Alemanha (1929).
  • Casa de apartamentos, Berlim, Alemanha (1929—1930).
  • Urbanização Siemensstadt, Berlim, Alemanha (1929—1931).
  • Casa Schminke, Löbau, Alemanha (1930—1933).
  • Casa Mattern, Potsdam, Alemanha (1932—1934).
  • Casa Baensch, Berlim, Alemanha (1934—1935).
  • Projetos visionários (1939—1945).
  • Projeto Centro de ensino primário, Darmstadt, Alemanha(1951).
  • Projeto Teatro Nacional de Kassel, Kassel, Alemanha (1952—1954).
  • Residencial "Romeu e Julieta", Stuttgart, Alemanha (1954—1959).
  • Urbanização Charlottenburg-Nord, Berlim, Alemanha (1954—1959).
  • Colégio "Geschwister-Scholl", Lünen, Alemanha (1955—1962).
  • Berliner Philharmonie, Berlim, Alemanha (1956—1963).
  • Centro de ensino (projeto de Scharoun), Marl, Alemanha (1960—1971).
  • Embaixada alemã, Brasília, Brasil (1964—1971).
  • Biblioteca Nacional de Berlim (Potsdamer Strasse 33), Berlim, Alemanha (1964—1978).
  • Teatro Municipal de Wolfsburgo, Wolfsburgo, Alemanha (1965—1973).
  • Museu Marítimo Alemão, Bremerhaven, Alemanha (1969—1975).

Prêmios e galardões[editar | editar código-fonte]

  • 1954 - Doutor honoris causa pela Universidade Técnica de Berlim.
  • 1954 - Prêmio Fritz Schumacher.
  • 1955 - Prêmio das Artes de Berlim.
  • 1958 - Medalha de bronze da Academia Livre das Artes de Hamburgo.
  • 1959 - Großes Bundesverdienstkreuz (Grande Ordem do Mérito Federal).
  • 1962 - Senador honorífico da Universidade Técnica de Berlim.
  • 1964 - Grande Prêmio do Bund Deutscher Architekten (Associação dos arquitetos da Alemanha).
  • 1965 - Doutor honoris causa pela Universidade de Roma.
  • 1965 - Prêmio Auguste Perret.
  • 1969 - Cidadão honorífico de Berlim.
  • 1970Prêmio Erasmus.

De 1955 a 1968 foi presidente da Academia das Artes de Berlim ocidental. Posteriormente seria presidente honorário. Hans Scharoun foi membro fundador da sociedade berlinesa Paul Hindemith.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Hans Scharoun