Harold Alexander

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marechal de Campo O Muito Honorável
O Conde Alexander de Tunis
KG GCB OM GCMG CSI DSO MC CD PC PCc
Ministro da Defesa
Período 1 de março de 1952
a 18 de outubro de 1954
Primeiro-Ministro Sir Winston Churchill
Antecessor(a) Sir Winston Churchill
Sucessor(a) Harold Macmillan
Governador-geral do Canadá
Período 12 de abril de 1946
a 28 de fevereiro de 1952
Monarcas Jorge VI (1946–1942)
Isabel II (1952)
Antecessor(a) O Conde de Athlone
Sucessor(a) Vincent Massey
Dados pessoais
Nome completo Harold Rupert Leofric George Alexander
Nascimento 10 de dezembro de 1891
Londres,  Reino Unido
Morte 16 de junho de 1969 (77 anos)
Slough, Buckinghamshire,
 Reino Unido
Progenitores Mãe: Elizabeth Graham-Toler
Pai: James Alexander, 4.º Conde de Caledon
Alma mater Real Colégio Militar, Sandhurst
Esposa Margaret Bingham (1931–1969)
Assinatura Assinatura de Harold Alexander
Serviço militar
Serviço/ramo Exército Britânico
Anos de serviço 1911–1946
Graduação Marechal de campo
Batalhas/guerras Primeira Guerra Mundial
Guerra de Independência da Letônia
Campanha Mohmand de 1935
Segunda Guerra Mundial

Harold Rupert Leofric George Alexander, 1.º Conde Alexander de Tunis KG GCB OM GCMG CSI DSO MC CD PC PCc (Londres, 10 de dezembro de 1891Slough, 16 de junho de 1969) foi um comandante militar e marechal de campo britânico[1] de descendência anglo-irlandesa que serviu com distinção em ambas as guerras mundiais e, depois, foi Governador Geral do Canadá, o 17º desde a Confederação do Canadá.

Participou na Campanha da Sicília e na Campanha da Itália.[2]

Carreira Militar[editar | editar código-fonte]

Seguindo a tradição da família, teve uma educação militar. Estudou em Harrow e no Colégio Militar de Sandhurst. Aos 21 anos foi destacado para a cavalaria, como sub-tenente em um Regimento de Guardas Irlandeses. Aos 23 anos desembarcou na França como o Corpo de Expedicionário Britânico e recebeu o batimos de fogo na Batalha de Ypres, em 1914. Com 26 apenas anos foi chamado a comandar um batalhão. Daí em diante prosseguiu em brilhante carreira até ser o mais jovem general da Inglaterra: General de Brigada aos 43 anos e General de Divisão aos 47.

Em 1939, cruzou o Canal da Mancha a frente da 1ª Divisão de Guardas Irlandeses, que fazia parte do Corpo Expedicionário Britânico. Experimentou o alcance e as consequências da nova guerra; a Blitzkrieg, levada a efeito pelos generais de Hitler, largas manobras enganadoras e audazes penetrações frontais. Travou duros combates em Flandres sentindo o poder do binômio tanque-avião imposto pelos alemães, sendo posteriormente retirado do solo Francês pela famosa Retirada de Dunquerque.[3]

Referências

  1. Westwell, Ian, WORLD WAR II COMMANDERS (título original), COMPEDIUM (editora original), 2008, ISBN 978-1-906347-31-4, pág 16 | não referencia o nome todo nem a data exata de nascimento
  2. Westwell, Ian, WORLD WAR II COMMANDERS (título original), COMPEDIUM (editora original), 2008, ISBN 978-1-906347-31-4, pág 16
  3. Os Generais Aliados, Editora Três, 1974 Pag. 60

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Coleção 70º Aniversário da Segunda Guerra Mundial - Abril, 2009 Pag. 72
  • Os Generais Aliados, Editora Três, 1974 "Biografia Os Grande nomes de nossa época"
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.