Heinz Fischer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Heinz Fischer
GColSEGColIH
Presidente Heinz Fischer no Personalidades Esportistas Austríacas do Ano, em 2011
11.º Presidente da Áustria
Período 8 de julho de 2004
a 8 de julho de 2016
Antecessor(a) Thomas Klestil
Sucessor(a) Doris Bures (interina)
Segundo Presidente do Conselho Nacional da Áustria Áustria
Período 20 de dezembro de 2002
a 16 de junho de 2004
Antecessor(a) Thomas Prinzhorn
Sucessor(a) Barbara Prammer
Presidente do Conselho Nacional da Áustria da Áustria
Período 5 de novembro de 1990
a 20 de dezembro de 2002
Antecessor(a) Rudolf Poder
Sucessor(a) Andreas Khol
Ministro Federal da Ciência e da Investigação da Áustria Áustria
Período 24 de maio de 1983
a 25 de novembro de 1986
Antecessor(a) Herta Firnberg
Sucessor(a) Hans Tuppy
Dados pessoais
Nascimento 9 de outubro de 1938 (79 anos)
Graz, Flag of the NSDAP (1920–1945).svg Alemanha
Alma mater Universidade de Viena
Primeira-dama Margit Binder
Partido Logo SPÖ.svg SPÖ
Religião Agnóstico
Profissão Professor
Residência Palácio de Hofburg
Website http://www.hofburg.at/

Dr. Heinz Fischer (De-at Heinz Fischer.ogg [haɪnts ˈfɪʃɐ] ; Graz, 9 de outubro de 1938) foi presidente federal da Áustria entre 2004 e 2016. Foi eleito presidente no dia 25 de abril de 2004. Hoje é o político mais popular do país.[1][2]

Heinz Fischer acabou sua educação secundária em 1956. Cursou depois Direito na Universidade de Viena, graduando em 1961.

Após sua graduação, Fischer iniciou uma carreira política como sub-secretário do Partido Social-Democrata da Áustria (SPÖ). Em 1971 foi eleito no Conselho nacional, no qual ficou como deputado até 2004, com uma interrupção de três anos. Em 1975 assumiu a presidência dos parlamentários da SPÖ, e em 1977 tornou-se vice-presidente to Partido Social-Democrata.

Ao mesmo tempo, ele não abandonou sua carreira académica, em 1978 tirou sua agregação e em 1993 assumiu uma cadeira em ciências políticas na Universidade de Innsbruck.

Entre 1983 e 1987, foi Ministro dos assuntos económicos do governo de Fred Sinowatz, depois tournou-se novamente vice-presidente do partido. Em 1990 foi eleito Primeiro presidente do conselho nacional austríaco, ficando nesta função até 2002. Entre 2002 e 2004, foi vice-presidente do conselho nacional.

Em Janeiro de 2004 foi anunciada sua decisão de se candidatar à Presidência Federal em sucessão de Thomas Klestil. No dia 10 de Março, seguindo uma tradição na política austríaca, Heinz Fischer demitiu-se de todas as posições no Partido Social-Democrata. Nas eleições em Abril de 2004, Fischer derrotou Benita Ferrero-Waldner, candidata do ÖVP que também foi apoiada pelo FPÖ, com 52,39% dos votos. Tornou-se 8º presidente da Segunda República oficialmente no dia 8 de Julho.

A 31 de Janeiro de 2005 foi agraciado com o Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique e a 23 de Julho de 2009 foi agraciado com o Grande-Colar da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada de Portugal.[3]

Referências

  1. Wiener Zeitung
  2. «Neuer alter Präsident». Bayerischer Rundfunk. 25 de abril de 2010. Consultado em 13 de novembro de 2010 
  3. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Heinz Fischer". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 11 de abril de 2016 
Precedido por
Thomas Klestil
Presidente da Áustria
2004 — 2016
Sucedido por
Doris Bures (interina)