Helen Suzman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Helen Suzman, (nascida Helen Gavronsky; Germiston, 7 de Novembro de 1917Johannesburg, 1 de Janeiro de 2009) foi uma ativista anti-Apartheid e política. Estudou economia na Universidade Witwatersrand. Notória por participar de uma grande batalha parlamentar para a emancipação da maioria negra daquele país.[1] Morreu, aos 91 anos em sua casa.[2]

Suzman, sendo uma mulher branca, ganhou confiança da população sul-africana, ao visitar frequentemente Nelson Mandela na prisão no ano de 1964.[1] Foi durante 13 anos a única deputada na Assembléia a condenar publicamente o Apartheid, pentencendo primeiramente ao Partido Unido e depois ao Partido Progressista.[2]

Referências

  1. a b "Morre ativista sul-africana Helen Suzman" [S.l.: s.n.] 1/01/2009. Consult. 02/01/2009. 
  2. a b "Morreu Helen Suzman, activista branca anti-apartheid" [S.l.: s.n.] 1/01/2009. Consult. 02/01/2009. 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.