Hibiscus rosa-sinensis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaHibiscus rosa-sinensis
Hibiskus rosa-sinensis - Kwiat.JPG

HibiscusRosaSinensis.JPG
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Malvales
Família: Malvaceae
Género: Hibiscus
Espécie: H. rosa-sinensis
Nome binomial
Hibiscus rosa-sinensis
L.
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Hibiscus rosa-sinensis

O mimo-de-vênus (Hibiscus rosa-sinensis), também conhecido por hibisco ou graxa-de-estudante (devido ao efeito mucilaginoso das folhas, podendo lustrar sapatos),[1] é um arbusto lenhoso, fibroso, com até 5 metros de altura, originário da Ásia tropical e do Havaí, onde é considerado a flor nacional. Possui 5 000 variedades. Muito difundido no mundo pelas propriedades ornamentais, possui diversas variedades e formas, com flores grandes ou pequenas, geralmente vermelhas, com pétalas lisas ou crespas. As folhas, variegadas ou não, podem ser largas ou estreitas. Muito cultivado no Brasil, com vários híbridos e variedades, é utilizado com muito sucesso na arborização urbana abaixo da rede elétrica, devido ao pequeno porte, necessitando condução e poda, além de enfeitar jardins, praças e servir de cerca-viva.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Hibiscus rosa-sinensis é um binômio científico foi nomeado em 1753 por Carl Linnaeus em sua obraSpecies Plantarum.[2] O termo "rosa-sinensis" que pode ser traduzido do Latim Científico significa literalmente "rosa da China", embora não esteja intimamente relacionado com as verdadeiras rosas.[3]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Hibiscus rosa-sinensis é um arbusto perene ou uma árvore pequena crescendo 2,5-5 m de altura e 1,5-3 m de largura, com folhas brilhantes e flores solitárias vermelhas, no verão e no outono. As flores de 5 pétalas tem 10 cm de diâmetro, com anteras proeminentes de cor vermelho alaranjado.[4]

China Rose

Características vegetativas[editar | editar código-fonte]

A raiz é uma raiz de derivação ramificada. O caule é aéreo, ereto, verde, cilíndrico e ramificado. A folha é simples, com "filotaxia" alternativa e é peciolada. A forma da folha é ovalada, a ponta é aguda e a margem é serrilhada. A venação é reticulado unicostate. A venação é ramificada ou divergente. Estípulas laterais livres estão presentes.

A flor é: Completo (bissexual), Actinomórfico, Bráctea , Bracteolato ou ebracteolato, Pedicelado, Diclamídico, Regular, Pentâmero, Hipoginia - com Ovário superior e Solitária.

Equação floral[editar | editar código-fonte]

Br,Brl,☿,K5,[C5 A∞],G5-Superior hipoginia com arranjo retorcido

Flor de hibisco exibindo as pétalas, estilo, estigma e anteras com destaque. Sépalas do cálice (na flor) estão escondidas atrás das pétalas, enquanto elas podem ser vistas perto de uma flor caída.

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Apesar de seu tamanho e tons vermelhos, que são atraentes para aves nectarívoras, ela não é visitado regularmente por beija-flores quando cresce nos Neotrópicos. Contudo, espécies generalistas, como a Amazilia lactea, ou espécies de bico longo, como a Heliomaster squamosus, ocasionalmente a visitam.[5] Nas regiões subtropicais e temperadas da América, os beija-flores são atraídos regularmente por ela..[6]

A borboleta ameaçada de extinção Papilio homerus, a maior do hemisfério ocidental, é conhecida por se alimentar do néctar do Hibiscus.[7]

Os [estames] da flor estão parcialmente fundidos em um cilindro que circunda o estilo

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 135.
  2. Linnaeus, Carl. Species Plantarum. 2. [S.l.: s.n.] p. 694 
  3. Harrison, Lorraine (2012). RHS Latin for gardeners. United Kingdom: Mitchell Beazley. 224 páginas. ISBN 9781845337315 
  4. RHS A-Z encyclopedia of garden plants. United Kingdom: Dorling Kindersley. 2008. 1136 páginas. ISBN 1405332964 
  5. Baza Mendonça & dos Anjos (2005)
  6. «Hibiscus rosa-sinensis». tropicalplantbook.com 
  7. Lehnert, Matthew S.; Kramer, Valerie R.; Rawlins, John E.; Verdecia, Vanessa; Daniels, Jaret C. (10 de julho de 2017). «Jamaica's Critically Endangered Butterfly: A Review of the Biology and Conservation Status of the Homerus Swallowtail (Papilio (Pterourus) homerus Fabricius)». Insects (em inglês). 8 (3). 68 páginas. doi:10.3390/insects8030068 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Hibiscus rosa-sinensis
Ícone de esboço Este artigo sobre Malvales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.