Hiperandrogenismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Excesso de andrógenos
As gônadas são estimuladas pelo LH a produzir testosterona tanto em homens quanto em mulheres.
Classificação e recursos externos
CID-10 E28.1
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Hiperandrogenismo é um distúrbio endócrino comum das mulheres em idade reprodutiva caracterizada pelo excesso de andrógenos como testosterona, afetando entre 5 e 10% das mulheres.[1] Também pode afetar homens, especialmente no caso de abuso de anabolizantes.

Causas[editar | editar código-fonte]

As principais causas são[2]:

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

As manifestações clínicas de hiperandrogenismo incluem[3]:

A presença isolada de qualquer uma destas manifestações não é utilizado como um critério de diagnóstico para hiperandrogenismo. Virilização é uma característica relativamente incomum de hiperandrogenismo, e sua presença muitas vezes sugere um tumor adrenal, testicular ou ovariano.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Com antiandrógenos como acetato de ciproterona, espironolactona ou flutamida. Outra opção inclui anticoncepcionais orais conjugados e cirurgia para remover parte da glândula com problema.[4]

Referências

  1. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16772149
  2. http://press.endocrine.org/doi/full/10.1210/jcem.84.12.6284
  3. Christine Cortet-Rudelli, Didier Dewailly (Sep 21, 2006). "Diagnosis of Hyperandrogenism in Female Adolescents". Hyperandrogenism in Adolescent Girls. Armenian Health Network, Health.am. Retrieved 2006-11-21.
  4. http://www.scielo.br/pdf/abd/v80n4/v80n4a11.pdf