Hipermagnesemia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Hipermagnesemia é o distúrbio eletrolítico onde a concentração do magnésio no sangue está acima do valor normal, ou seja, acima de 2,5 mEq/L.[1][2] Os sintomas incluem fraquesa, confusão,hipoventilação e diminuição dos reflexos.[3][1] Complicações podem incluir baixa pressão sanguínea e parada cardíaca.

As principais causas de hipermagnesemia são insuficiência renal aguda ou crônica e uso de medicamentos contendo magnésio, como, por exemplo, antiácidos que contenham magnésio.[3][4] Causas menos comuns incluem síndrome de lise tumoral, crises epiléticas e isquemia prolongada.[5] O diagnóstico é baseado no nível de magnésio no sangue maior que 1,1mmol/L (2,6mg/dL).[3][1] É severo quando o nível é maior do que 2,9mmol/L (7mg/dL).[6] Pode apresentar alterações específicas no eletrocardiograma (ECG).[3]

O tratamento envolve a interrupção do magnésio que uma pessoa está recebendo.[5] Tratamentos quando os níveis são muito altos incluem cloreto de cálcio, soro fisiológico intravenoso com furosemida e hemodiálise.[3] Hipermagnesemia não é comum.[1] As taxas entre pacientes hospitalizados com insuficiência renal podem chegar a 10%.[5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d «Hypermagnesemia - Endocrine and Metabolic Disorders». Merck Manuals Professional Edition (em inglês). Consultado em 28 de setembro de 2020 
  2. «Saúde em Movimento - Hipermagnesemia». www.saudeemmovimento.com.br. Consultado em 23 de setembro de 2016 
  3. a b c d e Soar, Jasmeet; Perkins, Gavin D.; Abbas, Gamal; Alfonzo, Annette; Barelli, Alessandro; Bierens, Joost J. L. M.; Brugger, Hermann; Deakin, Charles D.; Dunning, Joel (outubro de 2010). «European Resuscitation Council Guidelines for Resuscitation 2010 Section 8. Cardiac arrest in special circumstances: Electrolyte abnormalities, poisoning, drowning, accidental hypothermia, hyperthermia, asthma, anaphylaxis, cardiac surgery, trauma, pregnancy, electrocution». Resuscitation (10): 1400–1433. ISSN 1873-1570. PMID 20956045. doi:10.1016/j.resuscitation.2010.08.015. Consultado em 28 de setembro de 2020 
  4. Romani, Andrea, M.P. (2013). «Chapter 3. Magnesium in Health and Disease». In: Astrid Sigel; Helmut Sigel; Roland K. O. Sigel. Interrelations between Essential Metal Ions and Human Diseases. Col: Metal Ions in Life Sciences. 13. [S.l.]: Springer. pp. 49–79. PMID 24470089. doi:10.1007/978-94-007-7500-8_3 
  5. a b c Ronco, Claudio; Bellomo, Rinaldo; Kellum, John A.; Ricci, Zaccaria (2017). Critical Care Nephrology (em inglês). [S.l.]: Elsevier Health Sciences. p. 344. ISBN 9780323511995 
  6. Lerma, Edgar V.; Nissenson, Allen R. (2011). Nephrology Secrets (em inglês). [S.l.]: Elsevier Health Sciences. p. 568. ISBN 978-0323081276 
Ícone de esboço Este artigo sobre medicina é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.