INRI

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja INRI (desambiguação).
Diego Velázquez, Cristo crucificado, 1631.

INRI é o acrónimo da frase em latim: Iēsus Nazarēnus, Rēx Iūdaeōrum cuja tradução é «Jesus Nazareno (ou, de Nazaré), Rei dos Judeus».

O Evangelho de São João[editar | editar código-fonte]

Segundo o Evangelho de São João, foi a frase que Pilatos ordenou que fosse fixado na cruz onde Jesus Cristo foi crucificado, escrita em latim, grego (Ο Ιησούς από τη Ναζαρέτ Ο βασιλιάς των Εβραίων) e hebraico (ישו מנצרת מלך היהודים)[1] .

Titulus Crucis[editar | editar código-fonte]

Conhecida como Titulus Crucis, uma relíquia preservada em Roma alega ser o verdadeiro título, recuperado pela imperatriz Helena no século IV.

No Rosecrucianismo[editar | editar código-fonte]

No Rosacrucianismo, o acrónimo é usado como as iniciais latinas das palavras hebraicas que representam os quatro elementos: Iam (água), Nour (fogo), Ruach (ar) e Iabeshah (terra).

Na tradição alquímica[editar | editar código-fonte]

Na tradição alquímica, são as iniciais de Igni natura renovatur integra (A natureza é completamente renovada pelo fogo), relacionando portanto essa abreviatura com o simbolismo da ressurreição ou da renovação espiritual.

Referências

  1. João 19, 19-20: «Pilatos redigiu um letreiro e mandou pô-lo sobre a cruz. Dizia: «Jesus Nazareno, Rei dos Judeus. Este letreiro foi lido por muitos judeus porque o lugar onde Jesus tinha sido crucificado era perto e o letreiro estava escrito e Hebraico, em latim e em grego.»

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete I.N.R.I.


Ícone de esboço Este artigo sobre cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.