Identidade perdida - O homem que virou ninguém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Identidade Perdida - O Homem que Virou Ninguém
Vazio Infinito (PT)
Identidade Perdida - O Homem que Virou Ninguém (BR)
Autor(es) Philip K. Dick
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Editora Estados Unidos Doubleday
Lançamento 1974
Páginas 231
Edição portuguesa
Editora Portugal Publicações Europa-América
Edição brasileira
Editora Brasil Brasiliense

Identidade Perdida - O Homem que Virou Ninguém (PT: Vazio Infinito e Identidade Perdida, BR: Identidade Perdida - O Homem que Virou Ninguém e Fluam, Minhas Lágrimas, Disse o Policial) é um romance de ficção científica escrito por Philip K. Dick e publicado em 1974, sobre um cantor de música pop e astro de televisão geneticamente modificado que, numa noite, perde sua identidade. A história transcorre numa distopia futura, onde os Estados Unidos tornaram-se um estado policial depois de uma Segunda Guerra Civil. O romance foi galardoado com o primeiro prémio do John W. Campbell Memorial Award de melhor romance de FC em 1975. Foi também indicado para o Prémio Nebula em 1974 e para o Prémio Hugo em 1975.

Logo após escrever este livro, Dick disse ter experimentado uma série de estranhas coincidências em sua vida. Ele escreveu sobre isso no ensaio "How to Build a Universe that Doesn't Fall Apart Two Days Later,"[1] incluído em sua coletânea de contos I Hope I Shall Arrive Soon. Ele desenvolveria estas experiências em um de seus romances subsequentes, VALIS.

Referências

  1. Dick, Philip K. (1978). «How to Build a Universe That Doesn't Fall Apart Two Days Later». Consultado em 28 de abril de 2009. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.