Igreja de Santo Antão (Vila do Porto)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Igreja de Santo Antão.
Igreja de Santo Antão: alçado esquerdo e "theatro".
Igreja de Santo Antão: fachada.
Igreja de Santo Antão: alçado direito.

A Igreja de Santo Antão localiza-se no Largo Dr. Jaime de Figueiredo (antigo Largo de Santo Antão) na freguesia da Vila do Porto, concelho da Vila do Porto, na ilha de Santa Maria, nos Açores.

História[editar | editar código-fonte]

Remonta a uma primitiva ermida, referida por Gaspar Frutuoso,[1] sobretudo quando descreve os acontecimentos verificados por ocasião da incursão de corsários franceses de 1576.

Embora se ignore a data precisa da sua construção, a sua fachada era voltada para oeste, não possuindo este templo qualquer torre. Apenas era cercada por um mainel que limitava um adro de relvado. Constituía-se no término do arrabalde da primitiva vila.[2]

Encontra-se referida por MONTE ALVERNE (1986) ao final do século XVII.[3]

No inicio do século XX encontrando-se severamente danificada, foi decidida a sua reconstrução. Esta teve lugar em 1933, com projecto elaborado pelo entalhador João Soares Cordeiro. Sem que tivesse respeitado a antiga estrutura, o mesmo também não obedeceu a qualquer plano ou regra arquitectónica, o que a tornou desproporcionada e incorrecta em alguns pormenores, segundo os críticos.[4]

As despesas com as obras do novo templo foram cobertas com a receita de esmolas da população e de alguns imigrantes residentes nos Estados Unidos da América.[5]

Reconsagrada em 8 de janeiro de 1934, passou a ser alvo de uma romaria anual, em janeiro, pela festa do respectivo orago, com arrematação de ofertas votivas e arraial na véspera.[6]

Características[editar | editar código-fonte]

Apresenta planta retangular com uma nave, duas torres sineiras ladeando a fachada principal e dois pequenos corpos salientes de planta quadrangular com os cantos cortados, a meio das fachadas laterais, correspondendo às capelas laterais da nave. É construída em alvenaria de pedra rebocada e caiada, com excepção do soco (de perfil recortado), dos cunhais, das pilastras, das cornijas, das molduras dos vãos, dos elementos decorativos e da cruz, elementos pintados.

A fachada principal, voltada ao sul, é dividida em três partes, separadas por pilastras, correspondendo as partes laterais às torres. A parte central apresenta três vãos sobrepostos a eixo (respectivamente a porta, uma janela rectangular e um óculo) ligados entre si pelas molduras e elementos decorativos que os rodeiam. É rematada por um frontão curvo, com um relevo decorativo no tímpano, ladeado por dois segmentos de platibanda que fazem a ligação às torres. Existem cornijas sobre a porta, entre a janela e o óculo à largura do corpo central, sob o frontão e os campanários a toda a largura da fachada, e sobre o frontão. Ao meio deste último ergue-se a cruz.

Cada torre sineira tem dois pequenos óculos elípticos do lado da fachada principal e um do lado das fachadas laterais, situados em níveis alternados. Cada campanário tem quatro vãos com arcos de volta perfeita sobre impostas, e é rematado por uma balaustrada com pináculos nos ângulos.

O acesso faz-se por escadaria e adro semicircular. À esquerda do adro encontra-se o "teatro", onde se realizam os Impérios.

Referências

  1. Saudades da Terra, Livro III.
  2. COSTA, 1955-56:43.
  3. Op. cit., cap. I.
  4. COSTA, 1955-56:43.
  5. COSTA, 1955-56:43.
  6. COSTA, 1955-56:43.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • CARVALHO, Manuel Chaves. Igrejas e Ermidas de Santa Maria, em Verso. Vila do Porto (Açores): Câmara Municipal de Vila do Porto, 2001. 84p. fotos.
  • COSTA, Francisco Carreiro da. "43. Ermida de Santo Antão - Vila do Porto - Ilha de Santa Maria". in História das Igrejas e Ermidas dos Açores. Ponta Delgada (Açores): jornal Açores, 17 abr 1955 - 17 out 1956.
  • FIGUEIREDO, Jaime de. Ilha de Gonçalo Velho: da descoberta até ao Aeroporto (2ª ed.). Vila do Porto (Açores): Câmara Municipal de Vila do Porto, 1990. 160p. mapas, fotos, estatísticas.
  • FRUTUOSO, Gaspar. Saudades da Terra: Livro III. Ponta Delgada (Açores): Instituto Cultural de Ponta Delgada, 2005. 124p. ISBN 972-9216-70-3
  • MONTE ALVERNE, Agostinho de (OFM). Crónicas da Província de S. João Evangelista das Ilhas dos Açores (2ª ed.). Ponta Delgada (Açores): Instituto Cultural de Ponta Delgada, 1986.
  • MONTEREY, Guido de. Santa Maria e São Miguel (Açores): as duas ilhas do oriente. Porto: Ed. do Autor, 1981. 352p. fotos.
  • Ficha A-32 do "Inventário do Património Histórico e Religioso para o Plano Director Municipal de Vila do Porto".
  • Ficha 451/Santa Maria do "Levantamento do Património Arquitectónico da Vila do Porto", SREC/DRAC.
  • Ficha 9/Santa Maria do "Levantamento dos Espaços Exteriores da Vila do Porto", SREC/DRAC.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]