Saudades da Terra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Livro II das "Saudades da Terra", dedicado à Madeira.

As Saudades da Terra são uma obra de autoria do padre Gaspar Frutuoso. Constitui-se em obra de referência para o conhecimento da Macaronésia ao final do século XVI.

O manuscrito, escrito entre 1586 e 1590,[1] dividido em seis volumes, é fruto das observações do autor constituindo-se numa detalhada descrição dos arquipélagos dos Açores, Madeira e Canárias, para além de múltiplas referências ao de Cabo Verde e a outras regiões atlânticas.

Encerra o mais importante repositório de informações sobre a geografia, história, vida, usos e costumes, genealogia, toponímia, fauna, flora dos arquipélagos atlânticos no limiar do século XVII, o que firma o seu autor como um personagem humanista típico da Renascença: enciclopédico, literato, artista e músico, observador dos fenómenos naturais, preocupado com experimentações alquímicas e especulando com acerto nos domínios da geologia, da biologia, da mineralogia e da petrografia.

A obra é resultado não apenas da disponibilidade de informação e documentação, como da importância de cada ilha e arquipélago, assim ordenada:

  • Livro I - Cabo Verde e Canárias;
  • Livro II – Madeira;
  • Livro III - Açores: Santa Maria;
  • Livro IV - Açores: São Miguel;
  • Livro V - Poema – de carácter ficcional, onde a "Verdade" narra à "Fama" - personagens típicamente renascentistas -, em estilo pastoril, a história de dois amigos forçados a viver longe de casa. Neste livro alguns biógrafos de Frutuoso vislumbram uma aparente autobiografia do autor e do seu companheiro de estudos, o médico micaelense Gaspar Gonçalves;
  • Livro VI - Açores: Terceira, Faial, Pico, Flores, Graciosa e S. Jorge.

A obra é complementada por um último volume, intitulado Saudades do Céu, uma dissertação filosófico-teológica acerca da crise açoriana à época da crise de sucessão de 1580.

Gaspar Frutuoso aparentemente pretendia publicar a sua obra, já que é claro o apuro do manuscrito, com múltiplas emendas feitas pelo seu punho. Por razões que se desconhecem, mas que talvez estejam ligadas à ocupação castelhana durante a Dinastia Filipina, não o fez, legando-o, com a sua biblioteca, ao Colégio dos Jesuítas de Ponta Delgada, onde se conservou até 1760, data da expulsão da Companhia de Jesus de Portugal. O manuscrito passou às mãos de particulares, encontrando-se na década de 1920, no contexto das comemorações do Centenário do Nascimento de Gaspar Frutuoso (1922), na posse da família Praia e Monforte, que tendo impedido o acesso à obra, inviabilizou na ocasião a sua publicação integral. Foi, mais tarde, doado à Junta Geral de Ponta Delgada e incorporado ao acervo da Biblioteca Pública e Arquivo de Ponta Delgada, onde atualmente se encontra.

A primeira parte da obra a vir à luz havia sido o Livro II, em 1873, com trinta notas de Álvaro Rodrigues de Azevedo e uma síntese histórica escrita para o Dicionário Universal de Português Ilustrado de Fernandes Costa. Seguiu-se-lhe a parte genealógica do Livro IV, publicada em 1876 por iniciativa de Francisco Maria Supico e José Pedro de Jesus Cardoso. Na década de 1920, inviabilizada a publicação integral da obra, procedeu-se a publicação dos dois volumes relativos às ilhas de São Miguel e de Santa Maria, das quais se dispunham de cópias completas, dignas de crédito. A edição do Livro III, sobre Santa Maria, ficou a cargo de Manuel Monteiro Velho Arruda. O mesmo erudito encarregar-se-ia, posteriormente, da edição do Livro I da obra, com base em uma cópia do manuscrito também existente na Biblioteca Pública e Arquivo de Ponta Delgada.[2]

Existem diversas edições parcelares das Saudades da Terra, com edições integrais, da responsabilidade do Instituto Cultural de Ponta Delgada, a partir de 1966.

Referências

  1. RODRIGUES, Rodrigo. "Notícia biográfica do Dr. Gaspar Frutuoso". In Saudades da Terra, Livro I, p. XXXIX.
  2. RODRIGUES, João Bernardo de Oliveira. "Notícia Biográfica do Dr. Manuel Monteiro Velho Arruda". Ponta Delgada, Tipografia do Diário dos Açores, 1960 [separata do Arquivo dos Açores, Volume XV(15) (1959), Ponta Delgada].

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FRUTUOSO, Gaspar. Saudades da Terra (6 vols.). Ponta Delgada (Açores): Instituto Cultural de Ponta Delgada, 2005. 124p. ISBN 972-9216-70-3

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Gaspar Frutuoso, Saudades da Terra, (ed. 1873)

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.