Incidente de Saverne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Castelo de Saverne foi, de 1890 a 1918, a sede do 99º regimento de infantaria prussiano[1]

O incidente de Saverne ou o caso de Saverne ((em alemão) : Zabern-Affäre, mais raramente Fall Zabern ou Zabernade) foi uma crise política no Império Alemão do final de 1913, em vésperas da Primeira Guerra Mundial. A crise foi despoletada quando um subtenente colocado em Saverne, cidade onde estavam acantonados dois batalhões do 99º regimento de infantaria prussianos, teceu comentários humilhantes sobre a população da Alsácia. O exército reagiu arbitrariamente aos protestos maioritariamente ilegais da população, o que provocou um debate na Reichstag sobre as estruturas militaristas da sociedade alemã e sobre as posições dos dirigentes do país com o Kaiser Guilherme II, levando a um voto contra o governo.

O fato desta primeira moção de censura na história do Reich contra o chanceler imperial não ter tido consequências demonstra de forma exemplar a impotência do poder legislativo num sistema político onde o executivo não é responsável perante o parlamento, mas perante um soberano mais preocupado em conservar o "regime pessoal".[2] O caso não só deteriorou as relações entre a Alsácia-Lorena e o resto do império, mas também levou a uma perda de consideração do Kaiser e, em consequência, do militarismo. O incidente demonstra também o antagonismo estrutural entre o estado de direito e o Estado militar,[3] assim como as dificuldades do regime de Guilherme em integrar as minorias nacionais que acabariam, alguns anos mais tarde, por se desligar do Reich.[4]

Referências

  1. Henri Heitz, Le château de Saverne, guide SHASE 1996, p. 29.
  2. John C.G. Röhl, Wilhelm II. Der Weg in den Abgrund 1900–1941, Verlag C.H. Beck, 2008; Citado por Volker Ullrich, Deutsche Kaiserzeit : "Er ist durch und durch falsch" (em alemão)/(em inglês) , Die Zeit, n° 41, 1 de outubro de 2008, acedido a 29/01/2010.
  3. (em alemão) Hans Ulrich Wehler, Deutsche Gesellschaftsgeschichte, Band 3 "Von der Deutschen Doppelrevolution bis zum Beginn des Ersten Weltkrieges 1845/49–1914", Munich, 1995, p.1129.
  4. (em alemão) Dr. Angela Borgstedt, „Der "Fall Brüsewitz" - Eine badische Zabern-Affäre? Militär und Zivilgesellschaft im Deutschen Kaiserreich" Arquivado em 27 de agosto de 2006, no Wayback Machine., Blick in die Geschichte, Nr. 68 vom 16. Setembro de 2005, acedido em 29/01/2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.