Handroanthus albus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ipê-amarelo-da-serra)
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaHandroanthus albus
01 Handroanthus albus.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Subclasse: Asteridae
Ordem: Lamiales
Família: Bignoniaceae
Género: Handroanthus
Espécie: H. albus
Nome binomial
Handroanthus albus
Sinónimos
  • Tabebuia alba (Cham.) Sandwith
  • Tecoma alba Cham.

O ipê-amarelo, também conhecido no brasil como aipê, ipê-branco, ipê-mamono, ipê-mandioca, ipê-ouro, ipê-pardo, ipê-vacariano, ipê-tabaco, ipê-do-cerrado, ipê-dourado, ipê-da-serra, ipezeiro, pau-d’arco-amarelo, taipoca ou apenas ipê (nome científico: Handroanthus albus) é uma árvore do gênero Handroanthus.[1][2][3] Pode atingir 30 metros de altura e 60 centímetros de diâmetro, e é caducifólia.[1][4] A floração amarela inicia no final de agosto, a espécie é hermafrodita, a frutificação ocorre entre setembro e fevereiro, dependendo da região, árvores cultivadas começam a se reproduzir com três anos.[1]

Ocorrência[editar | editar código-fonte]

Ocorre naturalmente na floresta estacional semidecidual, Floresta de Araucária e no cerrado brasileiros, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás e Serras do Espírito Santo[5].

Nativa também em parte da Argentina e Paraguai.[6]

Árvore símbolo[editar | editar código-fonte]

Embora o Ipê seja considerado árvore símbolo do Brasil, pela Lei nº 6.607 de 7 de Dezembro de 1978 o pau-brasil foi declarado Árvore Nacional.[7] Pelos projetos de lei PL-2293/1974 e PL-882/1975, tentou-se instituir o Ipê como flor nacional do Brasil. Ambos os projetos foram arquivados na Câmara dos Deputados. O projeto de lei PL-3380/1961 visava declarar o pau-brasil e o ipê-amarelo, respectivamente, Árvore e Flor Nacionais, mas este projeto não foi aprovado.[8]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Tabebuia alba (Ipê-Amarelo)». Instituto de Pesquisa e Estudos Florestais (IPEF). 10 de julho de 2006. Consultado em 24 de outubro de 2016. 
  2. «Handroanthus albus» (em inglês). The Plant List. 2010. Consultado em 2/8/2014. 
  3. Missouri Botanicaal Garden (2014). Tropico, : . «Handroanthus albus» (em inglês). Consultado em 2/8/2014. 
  4. «Las especies nativas y exóticas de Tabebuia y Handroanthus (Tecomeae, Bignoniaceae) en Argentina» [As espécies nativas e exóticas do gênero Tabebuia e Handroanthus na Argentina.] (em espanhol). 28 de outubro de 2008. Consultado em 24 de outubro de 2016. 
  5. Flora do Brasil 2020
  6. Tropicos.org. Missouri Botanical Garden. 26 Mar 2009
  7. LEI Nº 6.607, DE 7 DE DEZEMBRO DE 1978
  8. Proposição: PL-3380/1961
Ícone de esboço Este artigo sobre a ordem Lamiales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.