Jacques Jaccard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jacques Jaccard
Nascimento 11 de setembro de 1886
Nova Iorque, Nova Iorque, EUA
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Morte 24 de julho de 1960
Los Angeles, Califórnia, EUA
Ocupação cineasta
roteirista
ator
Cônjuge Helen Leslie (? - ?)
Joan Jaccard (1926 - 28 de março de 1930) (divorciados)
Ciele Arnett (1930 - ?)
Atividade 1913-1938
IMDb: (inglês) (português)

Jacques Jaccard (11 de setembro de 188624 de julho de 1960) foi um cineasta, roteirista e ator de cinema estadunidense[1] , cujas realizações foram em sua maioria na época do cinema mudo. Além de atuar em 23 filmes, ele dirigiu e escreveu roteiros para mais de 80 filmes entre 1913 e 1938 e se tornou mais conhecido pela direção do seriado The Diamond from the Sky, em 1915.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jaccard nasceu em Nova Iorque e iniciou no meio cinematográfico em 1913, como ator. O primeiro filme em que atuou foi o curta-metragem The Badge of Honor, em 1913,[2] para a American Film Company. Passou depois a trabalhar como assistente de direção, a escrever roteiros e a dirigir os filmes. Seu primeiro roteiro foi em 1913, para Trapped in a Forest Fire,[3] filme em que também atuou, e sua primeira direção foi em The Call of the Traumerei,[4] também para a American Film Company. Foi para a American Film que dirigiu em 1915, talvez seu seriado mais conhecido, The Diamond from the Sky. Trabalhou depois para a Victor Film Company e para a Bison Motion Pictures.

Cena do seriado The Diamond from the Sky (1915), dirigido por Jaccard.

Jaccard tornou-se um membro da unidade serial da Universal Pictures, encenando muitas cenas de ação ao ar livre para seriados cliffhangers da era silenciosa. Na Universal, dirigiu seriados como The Adventures of Peg o' the Ring (1916), Liberty (1916), em que foi o diretor, o roteirista e o produtor, e The Red Ace (1917), entre outros.

Além de seriados, especializou-se principalmente em Westerns e filmes de ação para a Universal Pictures. Em 1921, atuou pela última vez, no filme The Wild Wild West, para a Universal. Em torno dos anos 1920 começou a trabalhar para pequenos estúdios como Goodwill Pictures, Syndicate Pictures, Arrow Film Corporation e depois para produtores independentes, como Ben F. Wilson.

Quando a era sonora chegou, Jaccard, como muitos diretores da era silenciosa, não se adaptou bem às novas tecnologias, e aceitou um emprego como diretor na produção de Robert J. Horners, The Cheyenne Kid (1930). Ele dirigiu seu último filme em 1936, Phantom of Santa Fe, lançado em janeiro de 1937, e em 1940 voltou ao departamento serial da Universal como um treinador de diálogo, trabalhando nessa função em seriados populares como Gang Busters e Adventures of the Flying Cadets. Trabalhou como diretor de diálogo até se aposentar, em 1944.

Jaccard morreu aos 63 anos em Los Angeles, Califórnia, em 24 de julho de 1960, e está sepultado no Fort Rosecrans National Cemetery.[5]

Filmografia parcial[editar | editar código-fonte]

Anúncio do seriado The Red Ace, de 1917, dirigido e roteirizado por Jaccard.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]