James Burnett, Lorde Monboddo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
James Burnett, Lorde Monboddo
Nascimento 25 de outubro de 1714
Kincardineshire
Morte 26 de maio de 1799
Edimburgo
Cidadania Reino Unido
Etnia Escocês
Alma mater Universidade de Edimburgo, Universidade de Aberdeen
Ocupação antropólogo, linguista, juiz, filósofo

James Burnett, Lorde Monboddo (25 de Outubro de 1714 - 26 de Maio de 1799) foi um juiz, filósofo e linguista escocês, figura proeminente do Iluminismo Escocês e controversa no mundo intelectual britânico do século XVIII. Em 1767 foi nomeado juiz da Court of Session escocesa (o tribunal supremo da Escócia) e adoptou o seu título de Lorde a partir do nome da propriedade do seu pai, Monboddo House.

Na actualidade é conhecido fundamentalmente por ter sido o fundador da filologia comparada. Na sua época, era melhor conhecido pelas suas excentricidades e algumas controversas teorias relacionadas com a evolução do ser humano, tendo sido um dos primeiros a postular que todos os símios e antropóides têm uma origem comum.

Ainda que não tivesse desenvolvido a sua teoria, baseando-as em provas biológicas, é visto como um predecessor directo do evolucionismo darwiniano.

Obras de Lorde Monboddo[editar | editar código-fonte]

  • The Origin and Progress of Man and Language (6 volumes, 1773-1792)
  • Antient Metaphysics (6 volumes, 1779 - 1799)
  • Decisions of the Court of Session (1738-1760), obra sobre jurisprudência
  • Numerosa correspondência: a James Boswell, a Samuel Johnson, a James Harris, a John Pringle.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Kristi Gallagher. Minnesota University State, Mankato. James Burnett. Consultado a 10 de Fevereiro de 2009 (em inglês).]]