James Lancaster

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
James Lancaster.

James Lancaster (Basingstoke, c. 1554Londres, 6 de junho de 1618) foi um comerciante e navegador inglês, pioneiro no comércio entre os britânicos e os indianos.

Liderou um ataque ao Recife — à época o principal porto da Capitania de Pernambuco —, que representou o mais rico butim da história da navegação de corso da Inglaterra elisabetana.[1]

Vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Residiu em Portugal como soldado britânico, e depois comerciante, responsável por entreposto em Portugal. Fez, em 1591 sua primeira viagem à Índia, como comandante inglês, sendo comandante das duas primeiras armadas inglesas corsárias. Regressou à Inglaterra em 1594. Foi diretor da Companhia das Índias Ocidentais e grande promotor de viagens de descobrimento tanto inglesas como portuguesas.

Como corsário a serviço inglês, foi autorizado pela Coroa Britânica, durante a Guerra Anglo-Espanhola, a imprimir navegação de corso nos oceanos. Em 30 de março de 1595 invadiu o porto do Recife, Brasil, onde permaneceu por um mês saqueando e abastecendo seus navios das riquezas produzidas na terra. Não se dando por satisfeito com a pilhagem, alugou outros doze barcos que abarrotou com o butim. O evento ficou conhecido como Captura do Recife, e está devidamente registrado no Arquivo Histórico Geográfico do Brasil.

Escreveu The voyages of Sir James Lancaster to Brazil and the EastIndies 1591-1603.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Jean Marcel Carvalho França, Sheila Hue. «Piratas no Brasil: As incríveis histórias dos ladrões dos mares que pilharam nosso litoral». Issuu. p. 92. Consultado em 1 de julho de 2016. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • GASPAR, Lúcia. Viajantes em terras brasileiras - Documentos existentes no acervo da Biblioteca Central Blanche Knopf. Fundação Joaquim Nabuco. Recife.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.