Jerónimo Emiliano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Jerônimo Emiliano
Nascimento 1481 em Veneza, Itália
Morte 8 de fevereiro de 1537 em Somasca, Itália
Canonização 1767
Festa litúrgica 8 de fevereiro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Jerónimo Emiliano (em latim: Gerolamo Emiliani; Veneza, 1481Somasca, 8 de fevereiro de 1537) é um santo da Igreja Católica. [1]

Inicialmente seguiu carreira militar que abandonou para se dedicar ao serviço dos pobres. Distribuiu por eles todos os seus bens.

É o fundador da Ordem dos Clérigos Regulares de Somasca, destinada a socorrer as crianças órfãs e as pobres.

Foi canonizado, em 1767, pelo Papa Pio XI que nomeou-o padroeiro dos órfãos e dos jovens abandonados[2].

Sua festa é comemorada no dia 8 de fevereiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jerônimo Emiliani nasceu no seio de uma família nobre[3] em Veneza na Itália em 1486 e faleceu em Somasca com 51 anos.

Jerônimo vinha de uma família com posses, sua família tinha bastante propriedades na Itália. E tinha três irmãos.

Em 1496, com 10 anos de idade, Jerônimo ficou órfão.

Aos 25 anos de idade, em 1511, foi envolvido na guerra contra a Liga de Cambrai e, em Castelnuovo, ficou preso no cativeiro[4] durante um mês. Foi acorrentado nos pés e penduraram uma bola de pedra em seu pescoço. Enquanto estava preso e acorrentado fez uma promessa à Nossa Senhora de uma peregrinação penitencial, em caso de ser libertado. Na manhã do dia 27 de setembro de 1511, apareceu-lhe uma mulher vestida de branco, que lhe entregou as chaves para abrir as algemas e a porta da torre. Conquistada a liberdade ele se encontrou no meio do exército inimigo e pior ainda, sem conhecer a estrada. Recorreu-Lhe então novamente e Ela o guiou até a vista da muralha da cidade.

Jerônimo continuou servindo a República de Veneza até o final da guerra.

Em 1514 morreu sua mãe e em 1519 morreu seu irmão Lucas, deixando três filhos, o mais velho com quatro anos. Em 1526, faleceu seu outro irmão Marcos, e Jerônimo ficou tomando conta de todos os seus sobrinhos. Ele já estava com 40 anos e não tinha constituído família.

Precisamente em 1531 deliberou abandonar tudo. Permanecendo leigo, consagrou-se a uma missão muito especial: compartilhar a vida com os pobres e viver em comunidade com os órfãos.

A experiência espiritual do nosso Santo brotou e desenvolveu-se na irmandade do “Divino Amor”, importante movimento da Reforma Católica, em unidade com pessoas de grande relevo como os fundadores dos Teatinos, Caetano Thiene e João Pedro Carafa futuro Papa Paulo IV[5].

Ia acontecendo com Jerônimo uma profunda transformação. A escuta da palavra de Deus foi o ponto de partida: "Ouvindo frequentemente a palavra de Deus, ele começou refletir sobre sua própria ingratidão, lembrando-se das ofensas contra o Senhor”. Por isso muitas vezes ele chorava e se ajoelhava aos pés do crucifixo, rogando-lhe que não fosse seu juiz, mas seu Salvador". Foi aí então que Jerônimo começou suas atividades em favor dos pobres. Ele alimentava, vestia e hospedava, na própria casa, os pobres. Confortava os doentes, trabalhava em um hospital. À noite sepultava os cadáveres abandonados pela cidade, enquanto em sua casa se preparava o pão, que distribuiria de manhã. Em poucos dias ele gastou nestas atividades, todo o dinheiro que possuía, vendeu as roupas, os tapetes e outros objetos de casa, consumindo tudo nesta santa atividade. Ele doou todos os seus bens em favor dos pobres e necessitados. A atenção de Jerônimo voltou-se especialmente para os meninos e meninas órfãs e sem família.

vitimado pela peste que ele contraiu servindo aos doentes durante uma terrível epidemia que se alastrou no vale de são Martinho[6], no dia 4 de fevereiro de 1537, foi recolhido em Somasca, sobre uma cama que não era sua, num pequeno quarto de amigos. Antes de se deitar, traçou uma cruz avermelhada sobre a parede da frente. Apenas quatro dias depois, na noite de 7 para 8 de fevereiro Jerônimo morria.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jerónimo Emiliano