João Elias da Cunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

João Elias da Cunha (Niterói, ? de ? — Niterói, ? de ?) foi um militar, compositor e maestro brasileiro.

Nascido no estado do Rio de Janeiro, sentou praça na Força Pública fluminense (atual Polícia Militar), da qual, em 1878, foi o organizador da banda de música]]. Foi reformado no posto de tenente.

Dono de um incrível poder de improvisação, compôs centenas de músicas. Várias de suas quadrilhas fizeram moda no carnaval carioca. Compôs as marchas Keles e Fenianos, para o clube carnavalesco desse nome.

Herói da Guerra do Paraguai, foi distinguido com a medalha de bravura na Batalha do Avaí, usando-a como tema de uma sinfonia, em 1880.

Escreveu a letra do Hino do estado do Rio de Janeiro em 1889, oferecendo a mesma, em conjunto com o poeta Antônio José Soares de Souza Júnior, ao então governador do estado Francisco Portela.

Faleceu no bairro das Neves, em Niterói, então capital do estado, no início do século XX.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.