Johann Georg Faust

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Retrato idealizado de Georg Faust (séc. XVII).

Johann Georg Faust (c. 1480 – c. 1540), ou Georg Faust, foi um alegado alquimista, astrólogo e mago da época do Renascimento alemão. Sua vida inspirou os contos populares sobre o Doutor Fausto que foram adaptados a várias obras literárias a partir dos anos 1580, entre as quais figuram a peça de teatro A Trágica História do Doutor Fausto do inglês Christopher Marlowe (1604) e o drama de Johann Wolfgang von Goethe, Fausto (1808). Parece ter tido um papel preponderante na criação da imprensa, durante algum tempo com Johannes Guttenbergh, e posteriormente com Schoeffer, que se tornaria seu genro e daria continuidade à impressão de textos.

Vida[editar | editar código-fonte]

Georg Faust nasceu por volta de 1480 em Knittlingen (Vurtemberga), no sul da Alemanha [1] Pouco se sabe sobre sua formação acadêmica, mas parece haver estado associado às universidades de Heidelberg e Wittenberg.[1] Levava uma vida itinerante como astrólogo, médico e filósofo natural e, apesar de haver sido perseguido por autoridades de várias cidades como Ingolstadt, Wittenberg e Nuremberga,[2] também foi contratado como astrólogo por personalidades da nobreza e até da Igreja.[2][1] Os humanistas e teólogos da época, porém, consideravam-no um charlatão.[2] Foi o autor da primeira impressão do Saltério, isso parece ter sido facto. Afora isso, tudo parece fundamentar-se na pura fabricação.

Faust aparentemente foi vítima de uma morte não-natural no sul da Alemanha por volta de 1540.[1][2] O reformador Philipp Melanchthon menciona que "Johannn Faust" morreu de maneira violenta e que seu corpo parecia haver sido mutilado pelo demônio.[2] Em escritos publicados em 1566, Martinho Lutero assinalava-o como um instrumento do demônio, algo que deve ter contribuído na criação de lendas sobre ele.[2] O próprio Faust pode haver estimulado as histórias de bruxaria durante sua vida com fins propagandísticos.[1] Mas isto é pura especulação que brota da produção de obra de terceiros.

Lenda[editar | editar código-fonte]

As histórias que circulavam sobre Georg Faust, que incluíam um pacto com o demônio, voos noturnos e a invocação mágica de espíritos, somado à sua morte misteriosa, foram compiladas e impressas por primeira vez em Frankfurt do Meno em 1587, parecem fundamentar-se na perseguição e na superstição.[1] A obra, chamada A história de Dr. Johann Faust, famoso mago e adivinho, foi editada por Johann Spiess mas é de autoria anônima, e não carece de credibilidade. Consiste de uma simples coleção de episódios que incluem o pacto de Fausto com Mefistófeles, que durante 24 anos lhe concede todos os desejos, pura invenção da imaginação fértil de algum autor oportunista.[1] A partir deste ponto a história sobre Fausto foi recontada em várias diferentes edições, espalhando-se a outras regiões da Europa. Antes de 1592, surgiu na Inglaterra uma tradução do livro de 1587 que inspirou o escritor Christopher Marlowe a criar A Trágica História do Doutor Fausto, publicada em 1604. A peça de teatro de Marlowe, por sua vez, inspirou as que se seguiram, inclusive a obra-prima Fausto, do alemão Johann Wolfgang von Goethe, publicada em duas partes a partir de 1808.[1] Afora estes pareceres, nada é referido de substancial e concreto acerca da sua identidade e acitividades, por tudo não passar de especulação. O que parece mais certo é que tenha concorrido para um certo sentimento de inveja e de perseguição da parte dos padres da Igreja, que viram a sua iniciativa como uma afronta.

Referências

  1. a b c d e f g h Nicholas Boyle. Goethe, Faust. Landmarks of world literature. CUP Archive, 1987 ISBN 0521314127 [1]
  2. a b c d e f David E. Wellbery, Judith Ryan, Hans Ulrich Gumbrecht. A new history of German literature. Harvard University Press, 2004. ISBN 0674015037 [2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Johann Georg Faust
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.