Kartoffelkäse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kartoffelkäse
Categoria Massa
País Áustria
Região Baviera
Ingrediente(s)
principal(is)
batata, cebola, creme, creme azedo, alcaravia, salsa
Receitas: Kartoffelkäse   Multimédia: Kartoffelkäse

Kartoffelkäse ou Erdäpfelkäse (literalmente: queijo de batatas) é um prato típico da culinária da Áustria e da região da Baviera, na Alemanha.[1]

Origem[editar | editar código-fonte]

Apesar do nome mencionar queijo, esse ingrediente não é utilizado na composição do prato (ver também Leberkäse). Na verdade, o nome é derivado do sabor de leite, ligeiramente adocicado.[1][2]

O Kartoffelkäse é uma massa para barrar no pão, sendo preparado, como o nome sugere, com batatas. Inicialmente, era uma receita usada para aproveitar batatas que não estivessem em perfeitas condições, após a colheita. O prato, originalmente, era preparado para os trabalhadores sazonais que ajudaram com a colheita de batata sendo servido como segundo café da manhã ou um lanche acompanhado com leite, cerveja ou mosto.[2]

Além de batatas, os seus ingredientes incluem alcaravias, cebola, creme e salsa. Algumas receitas utilizam também ovo cozido.

Preparação[editar | editar código-fonte]

As batatas são cozidas e trituradas e posteriormente misturadas com pequenas cebolas picadas (em proporções 3:1) e creme azedo até se tornar uma mistura espalhável. Então, a mistura é aromatizada com sal, pimenta, alcaravia, salsa e às vezes alho e cebolinha. Algumas receitas sugerem misturar um ovo cozido, mas esse ingrediente reduz consideravelmente o tempo de armazenamento.[3]

Referências

  1. a b «KARTOFFELKÄSE | {DIE MÄDCHENKÜCHE KOCHT – #7}» (em alemão). feines-gemuese.com. 19 de agosto de 2016. Consultado em 12 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2017 
  2. a b «Kartoffelkaese» (em inglês). bavarianbasics.com. Consultado em 12 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2017 
  3. «Erdäpfelkas recipe (potato spread)» (em inglês). 10 de maio de 2016. Consultado em 12 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2017