Kattegat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Kattegat e o Skagerrak

O Kattegat (em dinamarquês), ou Kattegatt (em sueco), por vezes escrito em português Categate,[1] é um estreito entre a Dinamarca e a Suécia, limitado do lado sueco pela costa da Escânia, da Halland, de Gotemburgo e de Bohuslän até à ilha de Marstrand, e do lado dinamarquês pela península da Jutlândia e pelas ilhas de Fyn e da Zelândia. [2] [3]

Geografia[editar | editar código-fonte]

O Kattegat se conecta a norte via o estreito de Skagerrak ao mar do Norte. Ao sul, ele se conecta ao mar Báltico via o Øresund a sudeste, ou via o canal do Grande Belt (Storebælt) e o do Pequeno Belt (Lillebælt) ao sudoeste. [4] [5]

O Kattegat estende-se por mais de 220 km de comprimento num eixo norte-sul, e sua profundidade média é de 23m.

História[editar | editar código-fonte]

O nome Kattegat deriva das palavras Kat (gato) e Gat (buraco) do baixo-saxão, significando literalmente buraco do gato, devido ao fato de que sua pequena largura tornava a navegação difícil.

Ilhas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Fernandes, Ivo Xavier (1941). Topónimos e Gentílicos I (Porto: Editora Educação Nacional, Lda.). 
  2. «Kattegatt». Norstedts uppslagsbok (em sueco) (Estocolmo: Norstedts). 2007-2008. p. 627. ISBN 9789113017136. 
  3. «Kattegat» (em dinamarquês). Den Store Danske – Grande Enciclopédia Dinamarquesa. Consultado em 4 de novembro de 2015. 
  4. «Kattegatt». Vad varje svensk bör veta (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB). 2004. p. 211. ISBN 91-0-010680-1.  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)
  5. «Kattegat» (em dinamarquês). Den Store Danske – Grande Enciclopédia Dinamarquesa. Consultado em 4 de novembro de 2015.