Kenneth Clark

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kenneth Clark
Nascimento 13 de julho de 1903
Londres
Morte 21 de maio de 1983 (79 anos)
Hythe
Cidadania Reino Unido
Alma mater Trinity College, Winchester College
Ocupação historiador da arte, historiador, professor universitário, escritor, apresentador de televisão, curador, diretor de museu
Prêmios Cavaleiro Comandante da Ordem do Banho, Membro da Academia Britânica
Empregador Universidade de Oxford
Título barão

Kenneth McKenzie Clark, The Lord Clark (Londres, 13 de julho de 1903 – Hythe, 21 de maio de 1983) foi um escritor e diretor de museu do Reino Unido, e um dos mais conhecidos historiadores de arte de sua geração.

Era filho de Kenneth MacKenzie Clark e Margaret Alice McArthur. Estudou na Universidade de Oxford e em 1927 casou com Elizabeth Jane Martin, tendo três filhos. Especializou-se em história da arte e foi um protegido de Bernard Berenson, logo ganhando prestígio no Reino Unido. Com trinta anos foi indicado diretor da National Gallery, e no ano seguinte, Superintendente da Royal Collection. A partir de 1946 passou a se dedicar à escrita e ao ensino, dando aulas em Oxford. Chanceler da Universidade de York entre 1967 e 1978 e membro do conselho do Museu Britânico. Foi ordenado cavaleiro comandante da Ordem do Banho em 1938, em 1968 foi-lhe outorgado um pariato vitalício como Barão Clark de Saltwood no Condado de Kent, e recebeu a Ordem do Mérito em 1976. Tornou-se um membro proeminente do Partido Conservador e em seus últimos dias se converteu ao Catolicismo.

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Mr Kenneth Clark (1903-1938)
  • Sir Kenneth Clark KCB (1938-1946)
  • Prof. Sir Kenneth Clark KCB (1946-1949)
  • Prof. Sir Kenneth Clark KCB FBA (1949-1950)
  • Sir Kenneth Clark KCB FBA (1950-1959)
  • Sir Kenneth Clark CH KCB FBA (1959-1969)
  • The Rt. Hon. The Lord Clark CH KCB FBA (1969-1976)
  • The Rt. Hon. The Lord Clark OM CH KCB FBA (1976-1983)

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • The Gothic Revival (1928)
  • Catalogue of the Drawings by Leonardo da Vinci in the Collection of HM King at Windsor Castle (1935 2 vols)
  • Leonardo da Vinci: An Account of his development as an Artist (1939, rev. ed. 1952)
  • Florentine Painting: The Fifteenth Century (1945)
  • Piero della Francesca (1951)
  • Landscape into Art (1949), adaptado de suas Slade Lectures
  • Moments of Vision (1954), Oxford: Clarendon Press.
  • The Nude: a study in ideal form (1956)
  • Looking at Pictures (1960)
  • Ruskin Today (editor, 1964)
  • Rembrandt and the Italian Renaissance (1966)
  • The Drawings by Leonardo da Vinci in the Collection of HM Queen at Windsor Castle (1968/9 com Carlo Pedretti, 3 vols)
  • Civilisation: A Personal View (1969)
  • Blake and Visionary Art (1973)
  • The Romantic Rebellion (1973)
  • Another Part of the Wood (1974) (autobiografia)
  • Animals and Men (1977)
  • The Other Half (1977) (autobiografia)
  • What is a Masterpiece? (1979)
  • Feminine Beauty (1980)

Referências[editar | editar código-fonte]