Barão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Baronesa ou Baroneza, veja Baronesa.
Classificação da Nobreza
Heraldic Royal Crown (Common).svg
Imperador e Imperatriz
Rei e Rainha
Príncipe e Princesa
Infante e Infanta
Arquiduque e Arquiduquesa
Grão-duque e Grã-duquesa
Duque e Duquesa
Marquês e Marquesa
Conde e Condessa
Visconde e Viscondessa
Barão e Baronesa
Senhor e Senhora
Baronete e Baronetesa
Cavaleiro e Dama
Escudeiro e Escudeira
Para ver todos os títulos clique aqui

Barão (feminino: baronesa) é um título nobiliárquico da baixa nobreza existente em muitas monarquias, sendo imediatamente inferior a visconde e superior a baronete ou a senhor. A palavra barão provém do franco baro, que significava "homem livre". Esta palavra germânica tem sido emprestada para o latim no início da Idade Média. Seu adjetivo é o baronial.

Os barões pertencem à nobreza do estado e, portanto, fazem parte da elite, tendo propriedades rurais, cargos políticos e/ou, por vezes, descendem da nobreza antiga, tendo geralmente uma formação cultural elevada. A baronia era a terra que conferia ao possuidor o título de barão e, também, na época feudal a qualquer grande feudo.[1]

O coronel de um barão

No Reino Unido, um barão muito conhecido é o Barão Fermoy. O atual detentor do título é Patrick Maurice Burke Roche, 6° Barão Fermoy. Ele é primo da falecida Diana, Princesa de Gales, mãe do herdeiro do atual herdeiro ao trono da Inglaterra, Sua Alteza Real o príncipe Guilherme, Duque de Cambridge.

Equivalentes não-ocidentais[editar | editar código-fonte]

Francisco Paulo de Almeida (1826-1901), primeiro e único Barão de Guaraciaba, título concedido pela Princesa Isabel.[2] Um dos brasileiros negros mais ricos e bem-sucedidos do período imperial, chegou a ser proprietário de aproximadamente mil escravos.[2][3]

Como outros grandes títulos nobres ocidentais, barão é utilizado algumas vezes para traduzir certos títulos em línguas não-ocidentais com suas próprias tradições, mesmo que sejam necessariamente não relacionados historicamente e, portanto, difíceis de comparar, considerados "equivalentes" em termos relativos.

  • o equivalente chinês nanjue (chinês: 男爵)
  • o equivalente indiano Rao
  • o equivalente japonês danshaku (japonês: だ ん し ゃ く, 男爵)
  • o equivalente coreano namjak (coreano: 남작, 男爵)
  • o equivalente vietnamita nam tước
  • o equivalente tailandês Khun

Lista de barões[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lello Universal - Dicionário Enciclopédico Luso-Brasileiro
  2. a b Barretto Briso, Caio (5 de março de 2008). «Um barão negro, seu palácio e seus 200 escravos». O Globo. Consultado em 2 de novembro de 2019 
  3. Lopes, Marcus (15 julho 2018). «A história esquecida do 1º barão negro do Brasil Império, senhor de mil escravos». BBC. Consultado em 2 de novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre títulos de nobreza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.