Khaldoon Al Mubarak

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Khaldoon Al Mubarak
Nome completo Khaldoon Al Mubarak
Nascimento 1 de janeiro de 1976
Emirados Árabes Unidos
Nacionalidade  Emirados Árabes Unidos
Fortuna Aumento 30bilhões
Ocupação CEO do Mubadala Development
Presidente do Manchester City Football Club

Khaldoon Al Mubarak (Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, 1 de janeiro de 1976)[1][2] é um empresário dos Emirados Árabes e dono do time de futebol Manchester City Football Club. Ele é o segundo homem mais rico a morar na Europa, com fortuna estimada em 25 bilhões de euros, perdendo apenas para o italiano Silvio Berlusconi.

Al Mubarak nasceu em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, mas realizou seus estudos nos Estados Unidos, onde obteve um diploma em Economia e Finanças da Tufts University de Boston.[1][3] sua carreira começou como um vendedor executivo na Abu Dhabi National Oil Company.

Começou a carreira na construção de imóveis, tornando-se CEO do Mubadala Development Company. Ele é membro de vários conselhos de diretores, membro do Conselho Executivo para o Emirado de Abu Dhabi. Desde a tomada do Manchester City F.C. pelo Abu Dhabi United Group em setembro de 2008, ele virou presidente desse clube.

Al Mubarak administra participações em projetos de mineração na América do Sul, especificamente na Colômbia, já que dirige a Mubadala Investment Group, empresa que possui a Minesa, empresa criada em 2013 com a Para obter a licença de exploração, do governo colombiano, para extrair ouro do Páramo de Santurbán, província do Soto Norte, departamento de Santander, com reservas calculadas no subsolo de aproximadamente 9 milhões de onças. Apesar dos benefícios que seriam obtidos com o pagamento de royalties ao estado e a possível geração de centenas de empregos diretos e indiretos, tem havido forte oposição de ambientalistas e lideranças políticas da região devido à ameaça de contaminação da reserva hídrica. que alimenta mais de 4 milhões de habitantes, produto da possível má gestão que Minesa dá aos resíduos de cianeto e mercúrio necessários para extrair o ouro além da destruição do ecossistema de páramo, tornando-se mesmo um tema de interesse nacional e internacional.[4]

Referências

  1. a b Gimbel Barney (12 de março de 2007). «The richest city in the world» (em inglês). CNN. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  2. Mike Norrish (23 de setembro de 2008). «Manchester City manager Mark Hughes is a 'gem', says the club's new owner» (em inglês). Telegraph Media Group. Consultado em 10 de dezembro de 2009 
  3. «his excellency khaldoon khalifa al mubarak» (em inglês). Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  4. https://www.las2orillas.co/cuatro-companias-extranjeras-duenas-del-oro-que-sale-de-colombia/?utm_source=wpush&utm_medium=push
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.