Kid Ory

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edward Ory
Informação geral
Também conhecido(a) como Kid Ory
Nascimento 25 de dezembro de 1886
La Place, Louisiana
 Estados Unidos
Data de morte 23 de janeiro de 1973 (86 anos)
Honolulu, Havaí
 Estados Unidos
Gênero(s) Jazz
Ocupação(ões) Líder de banda, compositor
Instrumento(s) Trombone, vocal
Período em atividade 1910 - 1971
Afiliação(ões) Louis Armstrong, Joe "King" Oliver, Jelly Roll Morton, Ma Rainey, Benny Goodman, Charles Mingus

Edward "Kid" Ory (La Place, Louisiana, 25 de dezembro de 1886 - Honolulu, Havaí, 23 de janeiro de 1973), foi um trombonista de jazz norte-americano, e também líder de bandas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Kid Ory começou a tocar com instrumentos, que ele próprio construía em criança e, já na sua juventude, liderou uma banda no sudeste da Louisiana. Até aos 21 anos, Ory manteve-se em La Place, devido a questões familiares, viajando depois para Nova Orleães, com a sua banda.

Na década de 1910, Kid Ory liderou uma das bandas mais conhecidas nesta época, contratando alguns dos melhores músicos, como o cornetista Joe "King" Oliver, Mutt Carey e Louis Armstrong; e clarinetistas como Johnny Dodds e Jimmie Noone.

Em 1919, muda-se para Los Angeles, tal como muitos outros músicos de Nova Orleães, gravando em 1922, com uma banda que incluía Mutt Carey, Dink Johnson (clarinete e piano) e Ed Garland (contrabaixo). Garland e Carey tocavam juntos há algum tempo e, no regresso de Ory, nos anos 40, voltaram a tocar com Kid Ory.

Em 1925, Ory viaja para Chicago, tendo sido uma das suas fases mais ativas, tocando e gravando com Louis Armstrong, Jelly Roll Morton, "King" Oliver, Johnny Dodds entre outros..

Durante o período da Grande Depressão, Ory retirou-se da música em 1933, só voltando a tocar em 1943. De 1944 a 1961, liderou uma das bandas mais importantes do jazz de Nova Orleães. Para além de Mutt Carey e Ed Garland, juntaram-se à sua banda os trompetistas Alvin Alcorn e Teddy Buckner; os clarinetistas Darnell Howard, Jimmie Noone, Albert Nicholas, Barney Bigard e George Probert; os pianistas Buster Wilson e Don Ewell; e o baterista Minor Hall.

Á excepção de Probert, Buckner e Ewell, todos eram oriundos de Nova Orleães. A banda de Kid Ory teve uma importante influência no renascer do jazz de Nova Orleães, gravando, e fazendo algumas intervenções na rádio, como nos programas de Orson Welles (Orson Welles' Mercury Theatre broadcast), e num programa dedicado à história de jazz, patrocinada pela empresa Standard Oil

Da obra de Kid Ory, salientam-se as composições Muskrat Ramble, Ory's Creole Trombone, e Savoy Blues. Ory retirou-se da música em 1966, e passou os seus últimos anos no Havaí.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.