Kokura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Kokura

Kokura é, atualmente, um distrito da cidade japonesa de Kitakyushu, situada no norte da ilha de Kyushu.

Possuía status de cidade autônoma até 10 de Fevereiro de 1963, quando se fundiu com outras quatro pequenas cidades (Moji, Tobata, Wakamatsu e Yahata) para formar a atual Kitakyushu.

Em 1945, nos estertores da II Guerra Mundial, a cidade foi incluída nas duas listas de alvos atômicos americanos. Era o alvo secundário da primeira bomba atômica ("Little Boy"), mas a mesma veio a ser lançada no mesmo dia (6 de Agosto sobre a cidade de Hiroshima, que era o alvo principal. Já em relação à segunda bomba atômica ("Fat man"), lançada a 9 de agosto daquele ano, a cidade era considerada alvo principal, porém, devido à falta de visibilidade atmosférica (tempo chuvoso e nublado), o avião americano rumou para Nagasaki, que era o alvo secundário, vindo aí a largar a bomba.

No Japão é comum a referência à "sorte de Kokura", que se transformou em provérbio para designar situações ou fatos que, a princípio, podem parecer desagradáveis, mas que, analisando em retrospecto, se não fossem por elas, outro destino bem pior se sucederia (como acontece com pessoas que reclamam da perda de um voo devido a problemas de trânsito, e, sucede que a aeronave vem a despenhar-se). Assim, apesar de ter sido um alvo (principal e secundário) para os bombardeios atômicos americanos, Kokura salvou-se de ambas as bombas, em especial ao segundo.

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.