Kumon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kumon Educational Japan CO., LTD.
株式会社日本公文教育研究会
Slogan “Math. Reading. Success.” (em Inglês)

“Você acredita. O seu filho chega lá” (em Português)
Tipo Privado
Indústria Educação, Tutorado
Fundação Julho de 1958
Fundador(es) Toru Kumon
Sede Osaka, Japão (sede mundial)
Teaneck, Nova Jersey (sede norte-americana)
São Paulo, São Paulo (sede sul-americana)
Presidente Hidenori Ikegami
Produtos Kumon Matemática e Kumon Língua Pátria em diversas línguas (dependendo do país/região)
Página oficial Site global
Site norte-americano
Site brasileiro

Kumon é um método que visa desenvolver o autodidatismo nos alunos de forma individualizada por intermédio das disciplinas de matemática e língua pátria. A palavra designa além do nome do fundador o método de estudo que comercializa.

A instituição foi fundada no Japão, em 1958, pelo professor Toru Kumon e teve sua primeira unidade na América do Sul aberta em 1977, na cidade de Londrina, Paraná. Em 2016, o Kumon está presente em 49 países.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O Método Kumon nasceu em 1954 no Japão. Quando o filho de Toru Kumon, Takeshi, começou a ter dificuldades em matemática na escola, a sua mãe, Teiko Kumon, pediu uma solução a Toru, já que ele era professor de matemática. Porém, Toru não tinha tempo de ensinar ao seu filho. Assim, criou um material didático autoinstrutivo, para que o filho pudesse estudar sem depender dos ensinamentos de alguém e orientou-o para que trabalhasse conforme o ritmo de sua aprendizagem.[2]

Em pouco tempo, as dificuldades de Takeshi foram resolvidas e Toru percebeu que seria bom que se o seu filho prosseguisse e aprendesse conteúdos mais avançados em relação à sua série. Takeshi alcançou conteúdos de nível universitário ainda na sexta série do ensino fundamental. Como já estava estudando conteúdos mais avançados em relação à sua série, o seu rendimento escolar era excelente. Percebendo isso, os pais de outros alunos vieram a saber do emprego do método e pediram exercícios iguais para os seus filhos.[3]

Sede do Kumon Institute of Education Co., Ltd. (日本公文教育研究会), em Chiyoda, Tokyo, Japão.

Com o crescente sucesso entre os colegas de Takeshi, Toru pensou em disponibilizar o método para quem estivesse interessado. Desse modo, já em 1956, a esposa Teiko abriu a primeira unidade do Kumon, em Osaka, Japão, concretizando a ideia de Toru.

O método conta, atualmente, com 4,2 milhões de alunos no mundo.[3]

O Kumon na América do Sul e no Brasil[editar | editar código-fonte]

O Kumon chegou a América do Sul em 1977, quando foi aberta a primeira unidade em Londrina, no estado do Paraná. Dois anos depois foi aberta a primeira unidade na Colômbia, começando a expansão do método para outros países da América do Sul. Em 1989 já contava com 10 mil alunos no continente. Em 1994 foi inaugurada a matriz do Kumon América do Sul na cidade de São Paulo. Atualmente o Kumon América do Sul abrange a Argentina, Chile, Bolívia, Colômbia, Peru e Brasil e conta com 125.000 alunos, e 2002 unidades.[4]

O método[editar | editar código-fonte]

Enquanto estuda Matemática, Português, Inglês, Japonês ou outra língua pátria correspondente, o aluno do Kumon aprende a buscar a informação por si próprio, resolve e corrige exercícios (tudo com um mínimo de ajuda do orientador) se tornando um autodidata. Além de desenvolver diversas capacidades, como hábitos de estudo, concentração, raciocínio lógico, agilidade mental, capacidade de execução de tarefas, autonomia, responsabilidade, disciplina, entre outras.

O Kumon Lingua Pátria conta com livros consagrados de escritores renomados. Na rotina diária do estudante do Kumon Lingua Pátria são obrigatoriamente exigidos no minimo 10 minutos de literatura dos respectivos livros. O Kumon de Língua Pátria tem seu foco na interpretação de texto e no hábito de leitura, tornando os alunos capazes de ler, entender e opinar sobre suas leituras.[5]

Cronologia[6][editar | editar código-fonte]

  • Julho de 1954 - Toru Kumon cria o método para seu filho, Takeshi.
  • Julho de 1969 - O número de alunos no Japão ultrapassa 10 mil.
  • Julho de 1975 - O número de alunos no Japão ultrapassa 100 mil.
  • 1974 - A primeira unidade fora do Japão é aberta em Nova Iorque.
  • 1977 - Chega ao Brasil o Método Kumon.
  • 1979 - O número de alunos no Japão ultrapassa 500 mil.
  • Abril de 1981 - Criado o curso de japonês para japoneses (Kokugo)
  • 1983 - O número de alunos fora do Japão ultrapassa 10 mil.
  • 1989 - O número de alunos do Kumon América do Sul chega a 10 mil.
  • 1994 - Criado o curso de português para brasileiros.
  • 1995 - O número de alunos fora do Japão ultrapassa 500 mil.
  • 1998 - O número de alunos fora do Japão ultrapassa 1 milhão.
  • 2000 - O Grupo Kumon é formado com cinco matrizes ao redor do mundo.
  • 2004 - Criado o curso de inglês para brasileiros e de espanhol nos países de língua espanhola.
  • 2006 - O número de alunos em todo o mundo ultrapassa 4 milhões.
  • 2008 - O Método Kumon faz 50 anos.

Notas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]