Lágrimas na chuva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde junho de 2018). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Lágrimas na chuva é o monólogo final do replicante Roy Batty no filme Blade Runner.

Script e improvisação[editar | editar código-fonte]

Momentos antes de morrer, o replicante Roy Batty disse a Deckard enquanto chovia:

A forma final do solilóquio foi escrita por Rutger Hauer, que eliminou algumas linhas do script original e colocou all those moments will be lost in time, like tears in rain, pois as do original o parecia que não se encaixavam bem com o tom do filme.

Crítica[editar | editar código-fonte]

Sidney Perkowitz, escritor de Hollywood Science, elogiou o discurso. "Se há um grande discurso no cinema de ficção científica são as palavras finais de Batty". Também disse que "salienta as características humanas do replicante, misturadas com suas capacidades artificiais".

Jason Vest, em Future Imperfect: Philip K. Dick at the Movies, elogiou a cena. "A interpretação certa de Hauer rouba o fôlego com sua suave evocação de lembranças, experiências e paixões que dirigiram a breve vida de Batty".