Língua abellen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Abellen (Ayta Abellen)
Falado em: Filipinas
Região: Tarlac
Total de falantes: 3 mil (2008) dentre 5 mil Aetas
Família: Austronésia
 Malaio-Polinésia
  Filipina
   Luzon Central
    Sambálica
     Abellen (Ayta Abellen)
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: abp

'Abellen, Abenlen, Aburlin, ou Ayta Abellen, é uma língua Sambálica com cerca de 3.500 falantes em algumas comunidades Aeta na província Tarlac das Filipinas[1] Ayta Abellen é bastante relacionada com 5 outras línguas sambálica-aytas e também com a língua botolan, um dialeto Sambal.

História[editar | editar código-fonte]

Antiga[editar | editar código-fonte]

O povo de Ayta Abellen é historicamente semi-nômade. Também conhecidos como Negritos, diz-se que são descendentes dos primeiros habitantes das Filipinas, datando da época do Pleistoceno.[2] Os Ayta Abellen são distinguíveis pelo seu cabelo preto encaracolado e tom de pele mais escuro em comparação com outros filipinos..[3] Como sua língua é semelhante às Austronésias, há uma teoria de migração austronésica que teria ocorrido, aliás, houve duas migrações diferentes, uma da costa sul da Sondalândia para o leste e de Wallacea para Mindanao, fazendo com que houvesse uma separação entre o povo Ayta e o Lumad - Mamanwa por cerca de 20 a 30 mil anos. Antes da migração austronésia, não havia muita semelhança entre as línguas originais dos Negritos.[2]

Moderna[editar | editar código-fonte]

Após a erupção do monte Pinatubo na década de 1990, alguns dos Ayta Abellen deslocaram-se das montanhas e se misturaram com o povo local, os Ilocanos.[4] Assim, há termos do Ilocano na língua Abellen.[3] Muitos da população também falam o Ilocano como segunda língua junto com Tagalo também. Os Ayta pessoas dependem de recursos naturais, no entanto, devido à diminuição das florestas, tornou-se mais difícil sustentar esse estilo de vida. Esse problema, juntamente com doenças, e seu afastamento dos centros de saúde modernos estão correlacionados com a maior taxa de mortalidade em comparação com a taxa de natalidade no povo da ertnia[5]

Atualmente, os professores da Universidade Estadual de Elizabeth, John Luton e Jose Gil, estão ajudando a Aliança Global Wycliffe a traduzir a Bíblia para o Abellen na esperança de preservar a língua. O processo de tradução também é auxiliado por um missionário e linguista, Robert Stone, que está no campo. O texto é traduzido primeiro do Ayta Abellen para o inglês simples, que é então verificado nos Estados Unidos para as versões em Hebraico e Grego da Bíblia, e depois, traduzido de volta em Ayta Abellen.[6]

Localização[editar | editar código-fonte]

Os falantes de Abellen Ayta estão nos seguintes locais:

  • Maamot, San Jose, Tarlac].[7]
  • Estação Juliana, Mayantoc, Tarlac.[7]
  • Capas, Tarlac.[7]
  • Sitio Loob-Bunga, barangay Poon Bato, Botolan, Zambales.

Escrita[editar | editar código-fonte]

Ayta Abellen é escrita com o alfabeto latino. O Ilocano é a segunda língua de muitos falantes do Abellen, por ser língua franca da região onde habitam, enquanto a língua tagalo é a língua nacional das Filipinas. Pessoas estão tentando transcrever e documentar o Abellen de modo similar ao de Tagalo e Ilocano. Muitos dos hinários usados nessa área estão escritos em Botolan de Sambal, desse modo também se tenta fazer a ortografia de Ayta Abellen em conformidade com Botolan.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Fonemas Ortografia
/p/ P
/b/ B
/t/ T
/d/ D
/k/ K
/g/ G
/?/
/h/ H
/m/ M
/n/ N
/N/ Ng
/l/ L
/w/ W
/y/ Y
/i/ I
/a/ A
/a/ Ā
/«/ E
/o/ O

[8]

Além disso, s, r, c (for [k]), j, dentre outros fonemas são usados para palavras e nomes de origem estrangeira. Em Sambal e Ayta languages, a oclusiva glotal tende a substituir a não-obstruente do final de palavra quando precedida por vogal central fechada e tônica. Retrievehttp://infoweb.newsbank.com/resources/doc/nb/news/11EB9DCC10BE7020?p=AWNB</ref>

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Ayta Abellen compartilha a mesma estrutura de sentença Verbo-Sujeito-Objeto com outras línguas das Filipinas.[3] Compartilha uma fonologia semelhante com outros dialetos Ayta, assim como com Sambal Botolan. Não só compartilha um sistema de pronomes idênticos com outras línguas Sambálicas, mas entre outras línguas Ayta, é cerca de 70% similar.[9] A língua tem característica V (consoante e vogal) e também CVC, embora, por vezes, seja ambiguamente VC e somente V. A deleção de vogal, assim como a exclusão consonantal, são evidentes quando as palavras são combinadas. A localização da tonicidade pode ser imprevisível. As palavras bi ou trissilábicas têm acentuação primária, enquanto as palavras com mais de três sílabas têm também um estresse secundário. No entanto, a sufixação também causa uma mudança no posicionamento da tonicidade.[3]

Amostra de texto[editar | editar código-fonte]

• Malyo kitawo mabekah ha kabatowan (Nós vamos tomar banho amanhã no rio)

• Mangaget ako nin mangga, bayabah, boy pantol mabokah (Eu trarei mangga, bayabas e santol amanhã)

• Oli ha hinabi mo, nakew ako ha baytan (Por causa do que você disse, eu fui para a montanha)

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Hammarstrom, Harald; Forkel, Robert; Haspelmath, Martin; Bank, Sebastion, eds. (2016). "Ayta Abellen"
  2. a b Reid, L. (1987). "The Early Switch Hypothesis: Linguistic Evidence for Contact between the Negritos and the Austronesians". Man and Culture in Oceania 3, Special Issue.
  3. a b c d Nitsch, W. Stone, R. (2013) An Introduction to Ayta Abellen Morphology and Syntax. Retrieved from SIL Philippines.
  4. [1]Abellen at Ethnologue (18th ed., 2015)
  5. Curtis, B.(2011, November 15). Ayta Abellen.mov.[Video File]. Retrieved from https://www.youtube.com/watch?v=1akrbADrqi4
  6. Goldstein Staff Writer zgoldstein@coxnc.com, Z. (2008, Feb 10). ECSU profs hope to save Philippine dialect - Luton, Gil look to help Ayta Abellen. Daily Advance, The (Elizabeth City, NC). Retrieved from http://infoweb.newsbank.com/resources/doc/nb/news/11EB9DCC10BE7020?p=AWNB
  7. a b c Abellen at Ethnologue (18th ed., 2015)
  8. Stone, R. (2013). Ayta Abellen Orthography Fact Sheet.[Working Paper]. Retrieved from http://www.pnglanguages.org/asia/Philippines/show_work.asp?pubs=onlinehtml&id=928474551911&Lang=eng
  9. Stone, R. (2008). The Sambalic Languages of Central Luzon. Studies in Philippine Languages and Cultures, Volume 19. Retrieved from http://www-01.sil.org/asia/Philippines/splc/SPLC19-10_Stone.pdf Arquivado em 17 de maio de 2017, no Wayback Machine.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]