Língua idu mishmi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Idu Mishmi (Luoba)
Falado em: Índia, China
Região: Assam; Arunachal Pradesh: distrito Dibang Valley; distrito East; distrito Upper Siang Bengala Ocidental. China: sudeste do Tibete: Nyingchi: condado Zayü; Yunnan oeste.
Total de falantes: 11 mil (2001)
Família: possivelmente Sino-Tibetana
 Digaro
  Idu Mishmi
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: clk
Diorama dos Mishmis no Jawaharlal Nehru Museum, Itanagar

A língua Idu Mishmi (义都语 pronúncia=Yìdū yŭ) é um idioma menor falado pelos Mishmis (ou Lhoba) no distrito Dibang Valley do estado indiano de Arunachal Pradesh e no Tibete, China. Já foram 8.569 falantes na Índia em 1981 e 7 mil na China em 1994. É categorizada como língua em perigo de extinção.

Localização[editar | editar código-fonte]

Na China, 0 Idu Mishmi é falado em na aldeia Xiba 西巴 村, que tem pouco mais de 40 residentes e está localizada no sopé do monte Xikong 习 孔 山. Essa aldeia aldeia está localizada a 10 km do centro administrativo mais próximo, ou seja, a aldeia 米 古村 (Jiang 2005: 4)[1] Os Idus vivem nas bacias dos rios Damba 丹巴 江 e “E” 额 河 no condado de Zayü County, Tibete. Eles são oficialmente classificados pelo governo chinês como sendo da etnia Lhoba. Na Índia o Idu é encontrado em Arunachal Pradesh.

Escritas[editar | editar código-fonte]

A língua Idu Mishmi não tem uma escrita própria. Quando necessário os Mishmis tendem a usar o alfabeto tibetan o. Recentemente o Idu Mishmi teve uma escrita, a "Idu Azobra", para si desenvolvida

Outros nomes[editar | editar código-fonte]

  • Chulikata pelos Assameses.
  • Idu (geral).
  • Yidu na China.
  • Midu, Mindri, Mithu (também Bebejias pelos assameses) são sub-classificações dentro da tribo Idu tribe que têm bases na tonicidade e pronúncia de certas palavras. Porém, o povo Idu prefere o etônimo "Kera-Ah" (filhos de Kera)[2]

Dialetos[editar | editar código-fonte]

Nome outro nome onde
Mindri Anini
Mithu Bebejia Hunli, Desali, Koronu, Abango, Injuno, Bhismaknagar, Roing
Midu Roing, Dambuk, Aohali
Mihi vale Ahi (Anelih)

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Jiang Huo. 2005. Yiduyu Yanjiu. Beijing: Minzu University Press.
  2. Idu[ligação inativa]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]