Lapinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A lapinha é um presépio que se arma na época natalícia.[1] É tradicional no folclore brasileiro, principalmente no nordeste, e no arquipélago da Madeira, em Portugal.[2]

No Brasil, caracteriza-se pelo conteúdo hierático de adoração ao Menino Deus, com estrutura bastante definida, como a chegada ao presépio, adoração, tentativa de rapto ao Menino Jesus (morte e ressurreição da Contramestra ou da Mestra), sedução da pastorinha, previsões da cigana, ofertório, despedidas e queima de Lapinha.

A lapinha madeirense[editar | editar código-fonte]

Lapinha em escadinha
Tradicional lapinha de rochinha no Largo da Restauração, no Funchal

O presépio tradicional na Madeira apresenta duas variantes distintas: a “lapinha” propriamente dita ou “escadinha”, e a “rochinha” ou “presépio-lapinha”. No geral, são ambas referidas como “lapinha” pelos madeirenses.

O armar da lapinha acontece nas vésperas da Festa (como é chamado o dia de Natal na Região) ou até antes. Em muitas casas, no dia de Nossa Senhora da Conceição, a 8 de dezembro, ou na primeira missa do parto, a 15 ou 16 de dezembro, já a lapinha está armada.[2] [3] [4]

Lapinha (em escadinha)[editar | editar código-fonte]

A lapinha em escadinha, ou simplesmente lapinha, consiste num pequeno altar de três lanços (a escadinha) que é colocado sobre uma mesa ou cómoda coberta com uma toalha vermelha e enramada e, por cima desta, uma outra toalha branca rendada. Normalmente a escadinha é forrada com papel de ramagens.

No topo da escada, ou trono, é colocada a imagem do Menino Jesus, rodeada por um arco de flores de papel e ladeada por duas jarras com junquilhos ou sapatinhos. Nos outros degraus, apresentam-se pastores e outras figuras de presépio, frutos como laranjas, pêros, castanhas e nozes e as searinhas de trigo.[5] É habitual também colocar os brindeiros (pães pequenos para as crianças), as cabrinhas (um tipo de feto), uma jarra de ensaião (planta endémica da Madeira[6] ), garrafinhas de vinho ou uma lamparina de azeite.

A escultura do Menino é normalmente emoldurada por um arquinho do Menino Jesus, que é um arco de flores de papel coloridas. Toda a cena é emoldurada por um galho de alegra-campo afixado na parede.[2] [3] [4]

Rochinha ou presépio-lapinha[editar | editar código-fonte]

A rochinha ou presépio-lapinha é feita com papel pardo, pintado com viochene. Molda-se o papel em consonância com os volumes que esconde, imitando montanhas, vales, fajãs e uma gruta. Antigamente, utilizavam-se socas de canavieira para moldar o papel das rochinhas miniaturais, que se colocavam sobre mesas, arcas ou cómodas, mas hoje estão a cair em desuso. Armada a rochinha, colocam-se as figuras do presépio, casas e igrejas; fazem-se caminhos, lagos, riachos, cascatas e levadas; dependura-se o alegra-campo na parede; distribuem-se as searinhas, o azevinho, as mimosas, o ensaião, os sapatinhos e outras verduras. Por fim, colocam-se os frutos e o menino sobre a manjedoura. Na rochinha, recria-se a paisagem da ilha. Convivendo intimamente com Maria, José, os Anjos e o Cristo Menino, lá estão os ilhéus nas lides quotidianas do campo, da casa, do mercado e da oficina, folgando em romarias e arraiais, na matança do porco ou em amena cavaqueira, na procissão ou à volta do coreto. Entre o pitoresco e o jocoso, participam com os pastores e os Reis Magos na Adoração.[2] [3] [4]

Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Lapinha

Referências

  1. Semira Adler Vainsencher (Recife, 16 de novembro de 2004). Lapinha Fundação Joaquim Nabuco. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  2. a b c d Manuel da Gama (28 de dezembro de 2007). O Presépio-Lapinha madeirense Jornal da Madeira. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  3. a b c Veríssimo, Nelson. (2007). "Natal madeirense". Povos e culturas (11): 79-86. Lisboa: CEPCEP - Centro de Estudos dos Povos e Culturas de Expressão Portuguesa. ISSN 0873-5921. Visitado em 5 de dezembro de 2014.
  4. a b c Pestana, Antonino. (1957). "O Natal Madeirense, num auto de Gil Vicente". Das Artes e da História da Madeira V (3). Funchal: Sociedade de Concertos da Madeira. Visitado em 5 de dezembro de 2014.
  5. Searinhas de trigo fazem parte do presépio regional - Notícias - Portal NetMadeira www.netmadeira.com. Visitado em 2015-12-18.
  6. Pastinha ou ensaião-de-pasta www.cm-funchal.pt. Visitado em 2015-12-18.
Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.