Lars Grael

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lars Grael Sailing pictogram.svg
Lars Grael em 2016
Informações pessoais
Nome completo Lars Schmidt Grael
Apelido Larso
Modalidade Vela
Nascimento 9 de fevereiro de 1964 (57 anos)
São Paulo, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Compleição Peso: 90kg Altura: 1,85m
Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Seul 1988 Tornado
Bronze Atlanta 1996 Tornado
Bacardi Cup
Ouro Miami 2014 Star
Ouro Miami 2015 Star
Prata Miami 2013 Star
Campeonato Mundial da Classe Star
Ouro Buenos Aires 2015 Star
Prata Troense 2017 Star
Bronze Varberg 2009 Star
Campeonato Brasileiro da Classe Star
Ouro Brasília 2014 Star
Ouro São Paulo 2015 Star
Campeonato Sul-Americano da Classe Star
Ouro Ilhabela 2014 Star

Lars Schmidt Grael (São Paulo, 9 de fevereiro de 1964) é um velejador brasileiro.

Oriundo de família tradicional no iatismo brasileiro, Lars é filho de Ingrid Schmidt e irmão de Torben Grael. Participou de quatro Jogos Olímpicos, entre Los Angeles 1984 e Atlanta 1996, na classe Tornado. Ganhou medalhas de bronze em duas edições, Seul 1988 tendo como proeiro Clinio Freitas, e Atlanta 1996 com Kiko Pelicano, em ambos conquistando o pódio apenas na última regata – e com más condições climáticas na primeira.[1][2]

Antes de ser decacampeão brasileiro e pentacampeão sul-americano da Tornado, foi campeão mundial da classe Snipe em 1983 na cidade do Porto.

Acidente[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 1998, Grael sofreu um grave acidente em Vitória, quando uma lancha conduzida pelo empresário Carlos Guilherme de Abreu e Lima invadiu a área de competição e bateu no barco de Grael, com sua perna direita sendo mutilada pela hélice da lancha. Lima chegou a levar Grael para o hospital, mas não conseguiram reimplantar a perna. O velejador teve que se afastar da prática esportiva por algum tempo. Grael eventualmente abriu um processo contra Lima, que em 2003 foi condenado a pagar R$ 2,4 milhões de indenização, fora uma pensão mensal vitalícia de R$ 7,3 mil. A pena de crime culposo foi revertida em serviços para a comunidade.[3]

O acidente também inspirou Grael, sabendo que como deficiente dificilmente voltaria a ser atleta olímpico, a fundar junto do irmão Torben o Projeto Grael/Instituto Rumo Náutico, ofertando cursos de vela para jovens de baixa renda.[4]

Política[editar | editar código-fonte]

Passou a dedicar-se ao fomento do desporto a partir de uma outra perspectiva: a política, exercendo cargos nos governos federal e de seu estado natal. Em 1998 foi convidado pelo então presidente da República Fernando Henrique Cardoso a ocupar o cargo de Secretário Nacional de Esportes no então Ministério do Esporte e do Turismo. Exerceu também o cargo de Secretário Estadual da Juventude, Esporte e Lazer na gestão de Geraldo Alckmin no governo São Paulo, que ocupou até março de 2006.[5]

Retorno à vela[editar | editar código-fonte]

Posteriormente, Lars Grael voltou a dedicar-se exclusivamente à vela. Voltou a velejar na classe Star com o proeiro Marcelo Jordão, classificando-se em terceiro lugar no campeonato brasileiro de 2006. Comandou também o barco Agripina/Asa Alumínio, campeão do Campeonato Brasileiro da classe Oceano 2006. Em 2008 disputou a seletiva olímpica brasileira na classe Star para a Olimpíada de Pequim porém foi derrotado pelo favorito Robert Scheidt.[6] Em 2015, foi campeão mundial da classe ao lado de Samuel Gonçalves, que foi aluno do Projeto Grael.[7] Hoje, é presidente mundial da ISCYRA, bicampeão da Bacardi Cup e hexacampeão Brasileiro da Classe,[8] ficando atrás apenas de seu irmão Torben Grael que possui sete títulos brasileiros. Se aposentou de competições internacionais em 2019.[9]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Grael é casado com Renata Pellicano, irmã de seu antigo parceiro Kiko, com quem tem três filhos. [10] Antes foi casado com Betina Sasse, mãe de sua filha Trine.[11]

É recipiente da Medalha do Mérito Desportivo Militar.[12]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Lars Grael
Ícone de esboço Este artigo sobre velejador(a) é um esboço relacionado ao Projeto Desporto. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.