Leros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leros (Λέρος)
GR Leros.PNG
Geografia física
País  Grécia
Localização Mar Egeu
Arquipélago Dodecaneso
Área 54  km²
Kastro.jpg
Vista de Platonos, na ilha de Leros

Leros (em grego: Λέρος, em italiano: Lèro, em turco: İleriye) é uma ilha do arquipélago do Dodecaneso, Grécia, no sul do mar Egeu.

História[editar | editar código-fonte]

Os seus primeiros habitantes, os cários, foram exterminados pelos cretenses e pelos jónios. A ilha foi refúgio de piratas até os cavaleiros da Ordem de São João de Jerusalém e os bizantinos disputarem o seu domínio em 1319, resultando vencedores os primeiros.

Em 1912, aquando da Guerra italo-turca, a ilha (juntamente com outras ilhas do Dodecaneso), ficou sob controlo do Reino de Itália, como parte das Ilhas Italianas do Egeu.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Leros é uma ilha com 55 km2. Os seus portos principais são Lakki para os ferrys (na costa oeste) e Agia Marina para os hovercrafts (costa este). A cidade principal, Platonos (Πλατονος), tem um magnífica fortaleza bizantina recentemente restaurada na qual se encontra a Igreja de Panagia (Todos-os-Santos). As outras cidades são Jerokambos e Parzéni.

Economia[editar | editar código-fonte]

A maioria dos habitantes da ilha de Leros vive da pesca de esponjas.

A ilha é ligada ao resto da Grécia por um serviço de ferry-boat e por um aeroporto, com dois voos diários para Atenas.

Turismo[editar | editar código-fonte]

A ilha é frequentada por um grupo de intelectuais europeus, entre os quais o francês Bernard-Henri Lévy e o belga Patrick De Deken.

Notas e referências

Notas

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]