Livardo Alves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Livardo Alves
Nascimento 1936
João Pessoa
Morte 16 de março de 2002 (66 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação jornalista, compositor

Livardo Alves (João Pessoa, 21 de setembro de 193616 de fevereiro de 2002, João Pessoa) foi um jornalista e compositor brasileiro.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Livardo Alves ficou imortalizado no cenário brasileiro por suas composições, entre elas a famosa marchinha carnavalesca Marcha da Cueca (Eu mato, eu mato / Quem roubou minha cueca / Pra fazer pano de prato…).[2]

Suas canções foram gravadas por nomes consagrados do cenário musical, como Vital Farias, Zé Ramalho, Flávio José, Cátia de França, entre outros nomes consagrados. Morreu aos 66 anos. Livardo gravou dois CDs: Sol (com Parrá) e Malandro do Morro, e mais dois LPs.[3][4]

Referências

  1. «dicionariompb.com.br/livardo-alves». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 23 de abril de 2018 
  2. «dicionariompb.com.br/livardo-alves/dados-artisticos». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 23 de abril de 2018 
  3. «dicionariompb.com.br/livardo-alves/discografia». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 23 de abril de 2018 
  4. «Dez anos sem Livardo Alves - Jornal da Paraíba». Jornal da Paraíba. 16 de março de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.