Louis Bréhier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Louis Bréhier
Nascimento 5 de agosto de 1868
Brest
Morte 13 de outubro de 1951 (83 anos)
Reims
Cidadania França
Irmão(s) Émile Bréhier
Alma mater Faculdade de Artes de Paris
Ocupação medievalista, historiador, professor universitário, bizantinista
Prêmios Oficial da Legião de Honra, Cruz de guerra 1939-1945, Comandante da Ordem da Coroa da Romênia, Doutor honoris causa da Universidade de Atenas, Prêmio Montyon

Louis René Bréhier (5 de agosto de 1868 - 13 de outubro de 1951) foi um historiador francês que especializou-se em estudos bizantinos. Natural de Brest, era irmão do filósofo Émile Bréhier (1876-1952). Estudou história e literatura em Paris, quando um de seus instrutores foi o historiador Charles Diehl (1859-1944). Depois disso, deu aulas em Reims e, em 1889 recebeu seu doutorado na Universidade de Paris, com a dissertação - Le schisms oriental au Xie siècle (O Cisma do Oriente no século XI).[1] De 1899 a 1938, foi professor de história antiga e medieval em Clermont-Ferrand.

O melhor trabalho de Bréhier foi os três volumes conhecidos como Le Monde byzantin (O Mundo Bizantino). Ele foi um especialista em iconografia bizantina, e em 1924 publicou um influente tratado sobre arte bizantina intitulado L'Art Byzantin.[2] Foi um membro da Académie des Inscriptions et Belles-Lettres e, em 1937, recebeu um doutorado honorário na Universidade de Atenas.

Referências

  1. «Le schisme oriental du XIe siècle» (em inglês). Consultado em 22 de novembro de 2012 
  2. «L'art byzantin» (em inglês). Consultado em 22 de novembro de 2012 
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Louis Bréhier».