Lythrum portula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaLythrum portula
LythrumPortula.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledóneas
Ordem: Myrtales
Família: Lythraceae
Género: Lythrum
Espécie: L. portula
Nome binomial
Lythrum portula
(L.) D.A.Webb

Lythrum portula é uma espécie de planta com flor pertencente à família Lythraceae.

A autoridade científica da espécie é (L.) D.A.Webb, tendo sido publicada em Feddes Repertorium 74(1–2): 13. 1967.

O seu nome comum é patinha.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Trata-se de uma planta anual que pode atingir os 30 cm. O caule é normalmente prostado, podem criar raízes nos nós e não apresenta pêlos. As folhas têm margem inteira, e podem atingir os 14 cm de comprimento e 8 de largura, possuem uma disposição oposta, com forma espatulada a obovada. As flores solitárias, são sésseis, e ocorrem nas axilas das folhas, tendo uma simetria hexâmera. O tubo floral pode atingir os 3,5 cm de comprimento e os 2,5 cm de largura, não possui pêlos e apresenta 12 nervuras bem evidenciadas. As sépalas, em número de 6, têm uma forma triangular. As pétalas, em número de 6, são de cor púrpura. Possui 6 estames. O estilete pode atingir a abertura do tubo floral, podendo mesmo ultrapassá-lo. O fruto tem uma forma de globo e as sementes são de cor parda, atingindo 0,5 cm. O número cromossómico diplóide é 10.[2]

Sinónimos[editar | editar código-fonte]

A espécie tem os seguintes sinónimos:[3]

  • Peplis portula L.
  • Peplis longidentata (J. Gay) Batt.

Portugal[editar | editar código-fonte]

Trata-se de uma espécie presente no território português, nomeadamente em Portugal Continental e no Arquipélago dos Açores (onde ocorre na Terceira, Flores, Pico, São Jorge, Faial e São Miguel).[4]

Em termos de naturalidade é nativa das duas regiões atrás indicadas.

Protecção[editar | editar código-fonte]

Não se encontra protegida por legislação portuguesa ou da Comunidade Europeia.

Referências

  1. Lythrum portula - Flora Digital de Portugal. jb.utad.pt/flora.
  2. Castroviejo, S. (coord. gen.). 1986-2012. Flora iberica 1-8, 10-15, 17-18, 21. Real Jardín Botánico, CSIC, Madrid.
  3. Valdés, B. (2012): Lythraceae. – In: Euro+Med Plantbase - the information resource for Euro-Mediterranean plant diversity.
  4. Lythrum portula - Portal da Biodiversidade dos Açores

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.