Mónica Ferraz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mónica Ferraz
Informação geral
Nascimento 23 de março de 1980 (38 anos)
Origem Porto
País Portugal Portugal
Gênero(s) Pop, Rock
Período em atividade 2002-

Mónica Ferraz (Porto, 23 de março de 1980) é uma cantora portuguesa, ex-vocalista da banda Mesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou estudos de balé, em 1983, e com apenas 3 anos recebeu um diploma da “Royal Academy of Ballet and Dance”. O seu percurso musical começa, em 1985, com os estudos de piano. Em 1990 começa a trabalhar como manequim, e em 1995 entra para a “Escola de jazz do Porto” onde frequenta aulas de canto jazz e aulas de canto lírico com o prof. Rui di Luna da Universidade de Lisboa.

Entre 1997 e 1999 estreou-se nos palcos do Jazz e fez parte do cartaz de dois dos mais conhecidos Festivais de jazz portugueses, “Matosinhos Jazz” e “ Funchal Jazz”.[1]

Em 2000 colaborou no disco do Pirilampo Mágico coordenado por Fernando Girão. No ano seguinte participou no Festival RTP da Canção com "Secreta Passagem" da autoria do músico Miguel Braga.

Integra o projecto Mesa desde o seu início, em 2002. Colabora com a fadista Mafalda Arnauth no tema "Ó Voz da Minha Alma" (2003). Em 2007 colabora no tema "Eu Disse Que Sim" do segundo disco da Filarmónica Gil. Em 2009 participa no disco dos Blunder.

Em 2010 lança-se a solo com o álbum Start Stop e sai dos Mesa[2] e integra uma edição conjunta com André Indiana. Os videoclips de ambos são gravados no Estúdio 33 de Luís de Matos e produzidos por Jonathan de Torre.

Foi nomeada para o título de Best Portuguese Act nos MTV Europe Music Awards de 2012[3], que viria a ser ganho pela cantora Aurea.[4]

Em 2014 lança o álbum Love.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 2010- Start Stop
  • 2014- Love

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma cantora é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.