Macsane ibne Ziri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Macsane ibne Ziri
Morte 1001
Nacionalidade Reino Zirida
Etnia berbere sanhaja
Progenitores Pai: Ziri ibne Manade
Filho(s) Habus Almuzafar
Mocene
Badis
Ocupação General

Macsane ibne Ziri (Maksan ibn Ziri) foi general berbere sanhaja do Califado Fatímida e filho do fundador epônimo da dinastia zirida, Ziri ibne Manade, que governou a Ifríquia e uma das taifas do Alandalus. Rebelou-se contra seu sobrinho Badis (r. 996–1016) e foi morto em 1001 por seu parente Hamade.

Vida[editar | editar código-fonte]

Reino Zirida ca. 1000

Macsane era filho de Ziri ibne Manade, o fundador epônimo da dinastia zirida, e irmão de Bologuine, Zaui, Abul Biar, Halal, Maganine e Areme.[1] Teve ao menos 3 filhos, Badis, Habus e Mocene. Em 999, seu sobrinho, o emir Badis (r. 996–1016), nomeou seu tio Ituefete como governador conjunto de Tierte e Achir, no Magrebe Central. Tal nomeação levou Macsane e seus irmãos a rebelarem-se. Badis enviou seu tio Hamade contra eles, que foram derrotados em 1001 e fugiram ao monte Chenua. Exceto Macsane, que foi capturado e lançado aos cães para ser devorado, os sobreviventes foram poupados desde que partissem ao Califado de Córdova, no Alandalus. [2] Uma das fontes consultadas por ibne Caldune, o principal cronista sobre os ziridas, relatou que Mocene e Badis foram mortos com o pai, enquanto Habus sobreviveu com os refugiados e tornar-se-ia emir da Taifa de Granada.[3]

Referências

  1. ibne Caldune 1854, p. 16.
  2. ibne Caldune 1854, p. 17.
  3. ibne Caldune 1854, p. 44; 59-60.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • ibne Caldune (1854). Histoire des Berbères et des dynasties musulmanes de l'Afrique Septentrionale Vol. 2. Traduzido por Slane, William Mac Guckin. Paris: Imprensa do Governo