Madge Bester

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Madge Bester
Conhecido(a) por Ex-mulher mais baixa do mundo viva
Nascimento 26 de abril de 1963
África do Sul
Morte 19 de março de 2018 (54 anos)
Nacionalidade sul-africana
Estatura 65 cm (2 ft 1,5 in)

Madge Bester (26 de abril de 1963  – 19 de março de 2018[1]) foi uma ativista sul-africana que foi considerada a mulher mais baixa do mundo viva[2][3] até 16 de dezembro de 2011, quando perdeu o título para Jyoti Amge. Bester mede 65 cm (2 ft 1,5 in) de altura, e foi medida em 1991. Ela sofria de osteogénese imperfeita, doença caracterizada pela fraqueza dos ossos, o que a fazia usar uma cadeira de rodas para se locomover.[4] Ela também era uma defensora dos direitos dos deficientes, participando de uma conferência de imprensa sobre o assunto em 1998, acompanhada por Lin Yih-Chih, então detentor do título de homem mais baixo do mundo vivo.[5]

Bester viveu em Bloemfontein. Sua mãe Winnie, que faleceu em 2001, também sofria de osteogénese imperfeita e media apenas 70 cm de altura.[3][4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Scenic Drive with Rian van Heerden. «Worlds former shortest woman, Madge Bester, passes away». jacarandafm (em inglês) 
  2. Murphy, Wendy (2002). Orphan Diseases (em inglês). Estados Unidos: Twenty-First Century Books. p. 78. ISBN 9780761319191 
  3. a b Guinness World Records 2006 (em português). Reino Unido: Ediouro. 2006. p. 17. 288 páginas. ISBN 8500017635 
  4. a b Sampson, Lin (2005). Now You've Gone 'n Killed Me (em inglês). África do Sul: Oshun Books. p. 40-41. 199 páginas. ISBN 9781770070493 
  5. «World's shortest man, woman campaign for disabled» (em inglês). 3 de novembro de 1998. pp. CNN. Consultado em 11 de janeiro de 2012. 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.