Madraça Kukeldash (Tasquente)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Madraça Kukeldash
Koʻkaldosh madrasasi
Tipo Madraça
Religião islão sunita
Geografia
País Usbequistão
Cidade Tasquente
Coordenadas 41° 19' 25" N 69° 14' 10" E
Localização em mapa dinâmico

A Madraça Kukeldash (em usbeque: Koʻkaldosh madrasasi) é uma madraça (escola islâmica) em Tasquente, a capital do Usbequistão. Construída na segunda metade do século XVI, é um dos poucos monumentos pré-modernos de Tasquente que resistiu ao sismo de 1966 que arrasou a cidade. Antes do sismo estava rodeada por uma densa malha urbana, mas atualmente situa-se num terreno elevado que é limitado a sul e a oeste pelo cruzamento de três grandes avenidas, a norte pelo mercado e bairro comercial de Chorsu e a leste pela moderna Mesquita Juma.[1]

História e arquitetura[editar | editar código-fonte]

Foi construída durante o período xaibânida e deve o seu nome a Qul Baba Kukeldash, vizir[1] do Abdulá Cã II. Kukeldash era particularmente próximo do cã, pois a sua mãe foi ama de leite de Abdulá, o que está na origem do nome Kukeldash, que significa "irmão de leite".[2] Era também confidente de Baraque Cã, o governador de Tasquente.[1]

A madraça segue a generalidade dos padrões das madraças da Ásia Central, nomeadamente os das madraças de Ulugue Begue de Bucara e de Samarcanda. A fachada apresenta muitas semelhanças estilísticas com a Madraça Kutlug Murad Inak de Quiva, construída no século XIX. Ambas as madraças têm planta retangular, dois andares, um amplo pátio central rodeado de salas de aula e de leitura e de hujras (celas-dormitório de estudantes) e comunicam com o exterior através de grandes ivãs (portais monumentais) flanqueados por dois níveis de ivãs em miniatura com arcos apontados. Como é usual nas madraças centro-asiáticas, em cada um dos cantos do edifício há uma guldasta (torres semelhantes a minaretes). O tratamento decorativo das paredes é feito por tijolos com vidrado colorido.[1]

Durante o período soviético, a madraça foi desativada como escola islâmica e foi transformada num museu dedicado ao ateísmo. A seguir à independência, no início da década de 1990, foi um museu de música folclórica durante um breve período, após o que voltou a funcionar como madraça.[1]

Referências

  1. a b c d e «Kukeldash Madrasa, Tashkent, Uzbekistan» (em inglês). Asian Historical Architecture. www.orientalarchitecture.com. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  2. «Kukeldash Madrasa, Bukhara, Uzbekistan» (em inglês). Asian Historical Architecture. www.orientalarchitecture.com. Consultado em 10 de dezembro de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre a Madraça Kukeldash de Tasquente