Manistusu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Manistusu
Rei da Acádia
Rei da Suméria
Obelisco de Manistusu com a inscrição "Filho de Ilsurabi, governador de Pasime".
Rei do Império Acádio
Reinado 2 269 - 2 255 a.C.
Antecessor(a) Rimus
Sucessor(a) Narã-Sim
 
Filho(s) Narã-Sim
Pai Sargão
Mãe Taslultum
Religião Mitologia suméria

Manistusu[1] (em acádio: 𒈠𒀭𒅖𒌅𒋢; romaniz.: Manishtushu) foi rei da Acádia, reinou entre o período que se estendeu entre 2 269 até 2 255 a.C..[2][3] Ele era o suposto filho de Sargão da Acádia e Taslultum e irmão de Enheduana e Suenlil. Foi antecedido por seu irmão Rimus e sucedido por seu filho Narã-Sim.[4]

Reinado[editar | editar código-fonte]

Cabeça de bronze de um governante acádio que possa representar Sargão, Narã-Sim ou simplesmente Manistusu.
Manistusu intitulado "lugal de Quis".

No seu reinado, após o polêmico assassinato de seu irmão Rimus, Manistusu colocou Espum como o governador de Elão e, além disso, conquistou as ilhas de Ansã e Serium, que situava próximo do Golfo Pérsico.[5]

Um monumento cruciforme detalha ostensivamente algumas das conquistas de Manistusu, incluindo atividades de construção e golpes dos inimigos.[6] Uma pilastra de diorito negro, com uma inscrição do reinado de Manistusu, registra a compra de várias propriedades grandes, que totalizam pouco menos de 2,6 quilômetros quadrados e custou ao monarca o valor corrente em prata, uma soma adicional pelas construções em um presente de jóias e roupas pela boa vontade.[7]

No final de seu reinado, Manistusu foi assassinado devido às conspirações, sendo sucedido por seu filho Narã-Sim.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Champlin 1991, p. 422.
  2. «Obelisk» (em inglês). Museu do Louvre. Consultado em 27 de janeiro de 2020 
  3. a b Bertman, Stephen (2005). Handbook to Life in Ancient Mesopotamia (em inglês). Nova Iorque: OUP USA. p. 92. ISBN 978-0-19-518364-1 
  4. Kramer, Samuel Noah (2010). The Sumerians: Their History, Culture, and Character (em inglês). Chicago: University of Chicago Press. pp. 61–62. ISBN 978-0-226-45232-6 
  5. Álvarez-Mon, Javier; Basello, Gian Pietro; Wicks, Yasmina (29 de janeiro de 2018). The Elamite World (em inglês). [S.l.]: Routledge 
  6. Rutz, Matthew T.; Kersel, Morag (30 de dezembro de 2014). Archaeologies of Text: Archaeology, Technology, and Ethics (em inglês). [S.l.]: Oxbow Books 
  7. Kriwaczek, Paul (1 de fevereiro de 2018). Babilônia: A Mesopotâmia e o nascimento da civilização. [S.l.]: Zahar 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Champlin, Darrell Steven (1991). Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia Vol. 2. São Paulo: Hagnos